fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Agora no Vale 728x90px

Chegou a hora de investigar um Transtorno do Neurodesenvolvimento?


Por Redação / Agora no Vale Publicado 24/11/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Aniversário-28-anosDESK

O desenvolvimento infantil é um processo lindo de formação e construção na história de vida do ser humano. Ele envolve aspectos do desenvolvimento de diferentes habilidades, como a sensorial, motora, emocional, linguagem, entre outras. Os Transtornos do Neurodesenvolvimento podem aparecer desde a primeira infância, inclusive com a possibilidade de diagnósticos a partir de 18 meses, o que possibilita uma intervenção mais precisa e precoce nos estímulos e no tratamento do paciente.

A Avaliação Neuropsicológica é fundamental para o diagnóstico preciso de Transtorno do Neurodesenvolvimento e atrasos globais como um todo, possibilitando qual o plano terapêutico inter e multidisciplinar mais indicado para o caso, e que possa ocorrer de forma segura para o paciente e também para a família que o acompanhará neste processo.

Percepções de alterações no âmbito cognitivo e/ou comportamental da criança podem ser tidos como um alerta e um indicativo para a realização de uma Avaliação Neuropsicológica. Dificuldades na aprendizagem, atenção, concentração, memória, linguagem, sociabilidade e comportamento emocional, lesões cerebrais ou distúrbios neurológicos são aspectos a serem observados e, diante da observação de alterações e/ou diagnóstico prévio, a realização da investigação de possíveis Transtornos do Neurodesenvolvimento.

Esse processo de Avaliação Neuropsicológica deve ser realizado por profissional da psicologia. A intervenção para estímulo e desenvolvimento desta criança terá como fundamental o trabalho inter e multidisciplinar, profissionais de áreas diferentes compõe a equipe que fará o acompanhamento do paciente após o diagnóstico.

Em algumas situações, a avaliação pode não apontar algum Transtorno do Neurodesenvolvimento. Nestes casos, ela é fundamental para direcionar o tratamento adequado para os prejuízos que vem apresentando aquele paciente, mesmo não sendo relacionado ao neurodesenvolvimento.

Vale ressaltar que conviver, participar, observar e se relacionar de pertinho com a criança, possibilita a identificação de aspectos específicos e características que necessitam de um acompanhamento profissional.

As Avaliações Neuropsicológicas não são feitas apenas na infância. Muito pelo contrário, o paciente adulto, muitas vezes, ao receber o diagnóstico, passa a ter mais qualidade de vida diante das possibilidades de intervenção e tratamento, bem como, pode auxiliar no seu autoentendimento e autoconhecimento.

Você não está sozinho, procure ajuda, sempre que precisar!
Equipe de Avaliação Psicológica do Centro Especializado em Saúde Mental – CESM.
Psicólogas Vanessa Pederiva e Mauri Moraes
51 982804312