fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px Programa Fazer Juntos

Veja as datas das detonações das obra de duplicação da BR-386


Por Redação / Agora no Vale Publicado 02/04/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Aniversário-28-anosDESK

A CCR ViaSul anunciou a continuação das obras de duplicação da BR-386 no trecho entre Soledade e Fontoura Xavier, com uma nova etapa de detonações previstas para acontecer na região do km 259 da rodovia, em Soledade. As ações estão programadas para os dias 3, 4 e 6 de abril (quarta, quinta e sábado), às 14h.

Como medida de segurança, o tráfego será totalmente bloqueado por até uma hora nas proximidades do local das detonações. Após a operação, equipes da concessionária realizarão a limpeza da pista antes de liberar novamente o fluxo de veículos.

Nesta fase, espera-se a remoção de cerca de 3 mil metros cúbicos de rochas, com o uso de aproximadamente 1,5 tonelada de explosivos. A CCR ViaSul recomenda aos motoristas que planejem seus trajetos para evitar imprevistos. O cronograma das detonações está sujeito às condições climáticas e pode sofrer alterações.

Para dúvidas ou mais informações, os motoristas podem entrar em contato com o Disque CCR ViaSul pelo telefone 0800 000 0290, pelo WhatsApp (51) 3303-3858 ou pelo site www.ccrviasul.com.br.

Progresso na Duplicação da BR-386

As obras de duplicação do trecho entre Soledade e Fontoura Xavier já ultrapassaram os 10% de conclusão. Atualmente, as intervenções estão concentradas entre os quilômetros 249 e 261, com cerca de 250 trabalhadores em três frentes de serviço realizando supressão, terraplenagem, drenagem e adequação do terreno. Estima-se que aproximadamente 800 operários estarão trabalhando simultaneamente até a conclusão das obras neste trecho, prevista para 2025.

A CCR ViaSul planeja investir cerca de R$ 340 milhões no novo segmento, que incluirá, além da duplicação, oito quilômetros de novas vias marginais, duas novas interseções, dois novos retornos, uma passagem inferior e duas novas pontes.