fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Drogômetros serão usados para detectar se motoristas usaram drogas


Por Redação / Agora no Vale Publicado 19/02/2019
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP

Aparelho será usado em paralelo com o bafômetro, inclusive com as mesmas punições

Se nos últimos anos a fiscalização nas ruas já tinha se intensificado com a Lei Seca, agora terá ainda mais rigor no governo de Jair Bolsonaro. Ainda neste ano deverá entrar em vigor uma determinação para o uso de Drogômetros, que detectam o uso de drogas no motorista.

Aparelhos detectam até oito tipos de entorpecentes por meio da análise da saliva. Alguns testes já foram feitos, e aqui no RS. Agora a ideia é aplicar efetivamente em todo pais. Esse tipo de fiscalização já é feito em países como Estados Unidos, França e Itália.

O governo estuda uma alteração na legislação para determinar níveis de dosagem e penalidades aplicáveis, mas ainda não há prazos para a implantação do “drogômetro”.

No Código de Trânsito Brasileiro atual, “dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência” é considerado infração gravíssima, com multa de R$ 2.934,70, sete pontos na CNH, apreensão do veículo, suspensão do direito de dirigir e até prisão.

Assim, faltaria apenas comprar os equipamentos e treinar as equipes para a regra ser implementada efetivamente.

Redação