fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
  • Banner Agora no Vale 728x90px

CCR ViaSul libera todas as pistas na região da praça de Montenegro na BR-386/RS


Por Redação / Agora no Vale Publicado 05/07/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
WhatsApp Image 2024-07-05 at 12.20.15

Equipes da Concessionária concluíram serviços de implantação do novo pavimento no trecho

Em atendimento ao cronograma divulgado anteriormente, a CCR ViaSul informa que concluiu os serviços de implantação do novo pavimento no trecho da praça de pedágio de Montenegro, no km 425 da BR-386/RS. As ações foram finalizadas nesta semana e o fluxo segue sem restrições pelo local.

O local foi severamente atingido na última enchente histórica do Rio Grande do Sul, quando ficou totalmente submerso. Da mesma forma, devido à correnteza do rio Caí, boa parte do pavimento do entorno da praça foi levado pela força das águas.

Tão logo as condições permitiram, as equipes da Concessionária iniciaram os serviços de recuperação do trecho até o restabelecimento do fluxo pelo local no dia 18 de maio, em caráter emergencial.

Desde então, os serviços seguiram ininterruptamente, com a atuação de cerca de 50 trabalhadores e 15 máquinas, desempenhando ações de limpeza, terraplenagem, pavimentação, sinalização e dispositivos de segurança viária.

Em paralelo, todo o material fresado removido pelas equipes de obras durante os trabalhos emergenciais foi reutilizado, tanto na pavimentação de vias marginais quanto na composição da sub-base da rodovia.

A reutilização foi possível após o material passar por processo de britagem, sendo novamente usinado com a inclusão de cimento na mistura. Esta técnica possibilitou a reaplicação de 800 m³ de material oriundo das remoções de pavimento.

Ao todo, foram utilizadas cerca de 5 mil toneladas de asfalto na recuperação do segmento de pouco mais de dois quilômetros, antes e depois da praça de pedágio, num investimento de quase R$ 16,5 milhões em todas essas ações.