fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Novos episódios de chuva vão prolongar drama no RS, alerta Metsul


Por Redação / Agora no Vale Publicado 16/05/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP
chuva1605b

A MetSul Meteorologia alerta que os próximos sete a dez dias devem registrar novos episódios de chuva no Rio Grande do Sul, prolongando o drama das enchentes que têm assolado o estado. A previsão é especialmente preocupante para a Metade Norte gaúcha, onde se encontram as nascentes e os principais rios afetados.

O primeiro episódio de instabilidade já começou, com chuva e garoa do Centro para o Norte do estado. Na manhã desta quinta-feira, já havia precipitação em diversos pontos da Metade Norte, com a expectativa de aumento da instabilidade da tarde para a noite. Enquanto isso, o tempo permanece seco no Oeste e no Sul.

Na sexta-feira, a chuva continua na Metade Norte, com os maiores volumes previstos entre o Alto Uruguai e o Planalto Médio. Em várias cidades do Norte e Nordeste, especialmente na Serra, os acumulados podem variar entre 50 mm e 100 mm, o que deve provocar uma nova alta dos rios. Embora este novo repique de cheia não seja tão significativo quanto o do início da semana, o risco de deslizamentos na Serra permanece alto devido ao solo saturado.

No sábado, o tempo melhora, mas ainda há possibilidade de instabilidade fraca e isolada, intercalada com períodos de sol e nuvens na Serra e no Litoral Norte. No domingo, um centro de baixa pressão pode trazer precipitação isolada na faixa Leste, especialmente na costa e nos Aparados, enquanto em grande parte do estado o sol deve aparecer entre nuvens. Na segunda-feira, o tempo firme deve predominar no Rio Grande do Sul.

A previsão para terça a quinta da próxima semana é de chuva mais generalizada, com volumes que podem ultrapassar os 100 mm em vários pontos, conforme mostram os mapas dos modelos analisados pela MetSul. Esta previsão sugere que, embora os rios não devam retornar aos níveis máximos observados no início do mês, a ocorrência de precipitação com altos volumes prolongará as enchentes, mantendo os rios fora de suas calhas e apresentando repiques temporários de menor escala. Além disso, o risco de deslizamentos continuará crítico na Serra.

Para mais detalhes, consulte os mapas de projeção de chuva dos modelos canadense (CMC) e europeu (ECMWF) disponíveis no site da MetSul.

Fonte: MetSul Meteorologia