Ele é suspeito de atuar em pelo menos 10 assaltos, entre eles na região dos vales. A tentativa de resgate resultou na morte de três lajeadenses

Operação com mais de 40 agentes da Polícia Federal (PF), Polícia Civil e Brigada Militar prendeu na manhã desta quarta-feira, 4, Ivo Francisco dos Santos Assis, 43 anos, suspeito de ter praticado pelo menos uma dezena de assaltos a bancos com uso de explosivos e cordão humano. A polícia acredita que ele seria um dos criminosos que atacou um banco em Dom Feliciano e que seriam resgatados por um grupo que furou barreira policial em Cristal, em julho — quando houve tiroteio e duas mulheres e uma criança de Lajeado morreram. A prisão ocorreu no sul do estado, no município de Amaral Ferrador, em um sítio onde ele estava com a família.

Conhecido como Ganso Baio, ele estava foragido desde 2012 (condenado a 39 anos de prisão), e estava entre os bandidos mais procurados pela polícia gaúcha. Ganso Baio também tinha dois mandados de prisão, um da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) e outro por já ter uma condenação. Todos os fatos ligados a ataques a bancos. Além do assalto no mês passado, ele também é suspeito de participar dos roubos a bancos em Encruzilhada do Sul, Progresso, Pouso Novo, Boqueirão do Leão, Espumoso e Boa Vista do Buricá, Carlos Barbosa e São Sepé.

A extensa ficha criminal ainda inclui roubo a carro-forte, receptação, furto e porte ilegal de arma. Ele também é investigado por tentativa de homicídio, por ter disparado contra policias durante fuga.

Reportagem: Leonardo Heisler/Agora no Vale

Crédito da foto: Brigada Militar