O crime ocorreu no dia 19 de fevereiro de 2019. Ele foi levado da oficina do pai no Bairro Planalto e encontrado morto dias depois em Venâncio Aires

A Polícia Civil remeterá nesta quinta-feira à Justiça o inquérito do homicídio do adolescente Jordan Henrique Heuser, de 15 anos, ocorrido em fevereiro de 2019. Um homem de Lajeado foi indiciado. Segundo o delegado Marcio de Abreu Moreno, responsável pelo caso, o nome não será divulgado, visto que há outra investigação em andamento contra a organização criminosa que o acusado faz parte.

Moreno adianta que o motivo da morte do jovem foi “acerto de contas” entre facções. Contudo, o jovem foi pego por engano pelos criminosos devido a postagens que ele fazia nas redes sociais mencionando ser de uma facção. “O grupo pegou ele como forma de vingança, mas o menino não era de facção. Fica o alerta para outros jovens que se expressam publicamente nas redes.”

Veículo usados por criminosos foi incendiado logo em seguida — Foto: Brigada Militar/arquivo

Jordan foi levado da oficina mecânica do pai dele, em Lajeado, Vale do Taquari, por três homens no fim da tarde da terça-feira dia 19 de fevereiro de 2019. No mesmo dia, um veículo que teria sido usado na ação foi encontrado em chamas pela Brigada Militar na entrada de Forquetinha.

O corpo de Jordan foi localizado no Arroio Castelhano, em Venâncio Aires, no dia domingo, dia 24 de fevereiro de 2019.

O delegado havia identificado os três envolvidos no assassinato do adolescente, mas teve negado pelo Judiciário um pedido de prisão temporária deles.

Delegado Marcio de Abreu Moreno

Lembre do caso 

Um dia antes do sequestro, no dia 18, Tiago Vargas Neitzke foi alvejado por disparos de arma de fogo na oficina que Jordan foi levado. Segundo relato de testemunhas um veículo Ônix vermelho chegou ao local e dois homens armados entrado na oficina e disparam contra a vítima.

por Redação

Leia mais sobre o assunto no link abaixo