fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
  • Banner Agora no Vale 728x90px

Secretaria Estadual da Educação visita Lajeado para verificar escolas atingidas pela enchente

Proposta é realizar reformas nas escolas estaduais do município e transformar o Colégio Estadual Presidente Castelo Branco em modelo de escola resiliente para o estado


Por Redação Publicado 25/06/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
Visita da Seduc RS educação Lajeado – agoranovale-lajeado (2)

A Prefeitura de Lajeado recebeu, nesta terça-feira, 25/06, uma comitiva da Secretaria Estadual de Educação para verificar a atual situação das Escolas Estaduais atingidas pela enchente de maio em Lajeado. A visita contou com a presença da secretária estadual de Educação, Raquel Figueiredo Alessandri Teixeira, e ocorreu para verificar as principais demandas das comunidades escolares atingidas.

A secretária Raquel ressaltou a necessidade de realizar um estudo de gestão de rede para reorganizar a rede escolar estadual.

Visita da Seduc RS educação Lajeado – agoranovale-lajeado (3)

– Estamos inteiramente abertos para ceder espaços para os anos iniciais do município e absorvermos anos finais e integrarmos no Ensino Médio, para preparar o aluno para a iniciação científica, o Projeto Vida de conceitos e práticas – avalia a secretária.

A ideia da Secretaria Estadual é realizar reformas nas escolas estaduais do município e transformar o Colégio Estadual Presidente Castelo Branco em modelo de escola resiliente para o estado.

A secretária de Educação de Lajeado, Adriana Vettorello, ressalta que a secretaria está aberta a novas propostas e discussões no que visa garantir o atendimento das necessidades da comunidade.

Visita da Seduc RS educação Lajeado – agoranovale-lajeado (1)

– Pensar um projeto de Escola Resiliente é pensar a escola numa perspectiva de compreensão do espaço escolar, a partir da abordagem da resiliência, contribuindo para construção de uma nova escola, acreditando no potencial das crianças e estudantes e na possibilidade de superação de adversidades – avalia Adriana.  

————————————————

Texto e fotos: Laura Mallmann/AI Lajeado