fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Projetos de Lei aprovados buscam auxiliar reconstrução econômica e social de Estrela

Temas tratados tratam da cedência/permuta de profissionais; a doação de área para construção de loteamentos habitacionais; a ampliação de carência do Programa Renasce Estrela e a excepcional revogação do feriado de 20 de maio de 2024.  


Por Redação Publicado 16/05/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP
Pinheiros Nova Morada imagens áreas Isma (3)

Em sessão ordinária realizada excepcionalmente nesta quarta-feira (15), diretamente na Prefeitura de Estrela, em razão do prédio do Poder Legislativo ter sido mais uma vez atingido pela enchente, foram aprovados pelos vereadores, de forma unânime, quatro Projetos de Lei que poderão beneficiar diversos munícipes e impactar futuras medidas.

enchente maio angeli centro

Os projetos já foram sancionados pelo prefeito Elmar Schneider. Eles têm diferentes propósitos dentro da missão de auxiliar os cidadãos e a economia do município em sua reconstrução após a enchente histórica de maio. Estimativas de perdas ultrapassam R$ 1 bilhão. 

O Projeto de Lei 050-04/2024 autoriza o Poder Executivo a receber em doação três áreas de terras com a superfície total de 5,5 hectares para possibilitar a construção de novas moradias, tendo como público-alvo famílias que residem em áreas de risco e perderam suas moradias. O loteador da área ficará com créditos de áreas institucionais para futuros loteamentos. Com isso, o governo já poderá disponibilizar, de forma mais prática e rápida, de áreas para buscar projetos habitacionais junto ao Governo Federal.

Enchente_Giovane Souza (15)

O Projeto de Lei 051-04/2024 autoriza a ampliação do prazo de carência, por parte de comerciantes, pequenas empresas e produtores rurais, que aderiram ao programa Renasce Estrela, para pagamento das parcelas junto às Instituições Financeiras. O programa foi lançado ainda no ano passado, em outra força-tarefa econômica de mobilização, como medida de apoio aos atingidos pela enchente de 2023. Com isso, aqueles que aderiram ao programa terão a prorrogação da isenção do pagamento estendida até janeiro de 2025. O município continuará pagando os juros às instituições bancárias.

O Projeto de Lei 049-04/2024 regulamenta a cedência de servidores, em especial na área de educação, para trabalharem em seus municípios de residência durante o estado de calamidade e emergência. O objetivo é permitir que servidores efetivos e contratados temporariamente, residentes em outros municípios, como Arroio do Meio e Encantado, mas que atuam em Estrela, permaneçam em seus municípios de origem até que a travessia Lajeado e Arroio do Meio seja restabelecida. E assim da mesma maneira, em situação inversa, aqui. Neste caso é necessária a parceria dos demais municípios ao projeto.  

Já o Projeto de Lei 052-04/2024, a pedido da Câmara de Comércio Indústria e Serviços de Estrela (Cacis), autoriza o Poder Executivo a revogar excepcionalmente, neste ano de 2024, o feriado municipal de 20 de maio (Aniversário de Estrela), visando reduzir os impactos socioeconômicos sobre a população e os setores comerciais locais.

Estimativa de perdas

Segundo dados preliminares, o Poder Executivo de Estrela estima perdas/e ou gastos para a reconstrução do município em torno de R$ 1 bilhão.

Os valores aproximados alcançam a casa dos R$ 280 milhões na agricultura, cerca de R$ 400 milhões para a Indústria, Comércio e Serviços, e ainda cerca de R$ 50 milhões para a limpeza de ruas do perímetro urbano e recuperação de estradas do interior. Ainda outros R$ 40 milhões para a reconstrução de espaços públicos. Com residências perdidas, que num primeiro momento estima-se em duas mil unidades, são outros R$ 240 milhões calculados.

______________________________________________

Fonte / Rodrigo Angeli/AI Estrela fotos: Governo de Estrela #agoranovale