fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Pais reclamam de falta de segurança para alunos de escolinha


Por Redação / Agora no Vale Publicado 03/02/2019
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP

Emei Criança Alegre do Bairro Santo André inicia as aulas nesta segunda-feira, porém obras estão inacabadas

Pais e funcionários da Escola de Educação Infantil Criança Alegre do Bairro Santo André se encontram neste domingo em frente a escola como forma de protesto pela falta de segurança do local. As aulas iniciam nesta segunda-feira e de acordo com a representantes da Associação de Pais e Funcionários (APF), as obras iniciadas no verão ainda não estão finalizadas, sendo um risco para as crianças que circulam pelo local.

De acordo com a representante Maria Luisa Azevedo, a escola está passando por obras para troca do telhado, nova entrada, rede elétrica nova é demais melhorias, ambos com recursos da prefeitura municipal e feitas por meio de licitação. Contudo, em visita na escola na manhã do sábado, grupo teve a surpresa das obras estarem inacabadas.

Segundo Maria, o grupo alega que não pode impedir que os pais deixem seus alunos na escola nesta segunda-feira, porque muitos precisam do espaço, “mas gostaríamos que cada um pense se vale a pena deixar seus filhos correrem risco, inclusive de vida.”

Ela diz que os setores responsáveis na prefeitura já foram comunicados para que auxiliem a solucionar todos os problemas.


O que faltaria, na visão dos pais:
– a entrada da escola está sem as telas, sem piso adequado, sem corrimões de segurança;
– a instalação da nova rede de água está exposta ao tempo e ao risco de sofrer uma bolada vinda da quadra de esportes e ficar sem água na escola;
– a sala da turma C, algumas partes do corredor, parte da sala da turma B, banheiro das crianças estão sem energia elétrica;
– o ar condicionado do berçário deixou de funcionar muito provavelmente em função de várias quedas de energia ocorridas durante os dois dias em a equipe estava fazendo a limpeza interna da escola;
– em algumas salas estão faltando lâmpadas que foram danificadas no momento da substituição das telhas;
– ainda quanto a rede elétrica que seria substituída não foi feito nada ainda;
– nos fundos da escola a empresa que ganhou a licitação ainda não terminou o piso que fica sobre a fossa nova é também aquele espaço está sendo utilizado por eles para depósito de entulhos;
– a pia e móvel da cozinha que foi substituída com recursos próprios da APF não pode ser finalizado a instalação devido à falta de energia elétrica (ocasionado por um curto) no início da semana sendo que ficará pronta por completo só na terça feira;
– a empresa ganhadora da licitação quebrou o brinquedo de pátio adquirido com recurso da APF;
– instalação de gás está de forma precária;
– ano inicia  com a falta de 12 professores (principalmente no turno da tarde)

Prefeitura
Setor responsável na Prefeitura de Lajeado não foi localizado para falar sobre o caso na manhã deste domingo.

Redação
redacao@agoranovale.com.br