fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
  • Banner Agora no Vale 728x90px

Movimento Direita do Vales manifesta contra STF e a favor da Lava Jato


Por Redação / Agora no Vale Publicado 23/03/2019
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px

Evento ocorrerá em 7 de abril no Parque dos Dick em Lajeado

O Movimento Direita dos Vales convida a comunidade de Lajeado e do Vale do Taquari para marcar presença na manifestação contra o STF e em apoio a Operação Lava Jato.

Com data marcada para o dia 7 de abril, são aguardadas 300 pessoas no Parque dos Dick em Lajeado, às 15h. A população pode levar cartazes e usarem camisetas verde e amarela, sem partido. 

Conforme o presidente do grupo, Felipe Milani, o principal objetivo é mostrar o descontentamento com os mandos e desmandos do STF, que deseja legislar, criar e mudar leis em nome da população, sendo que esse não é o papel do órgão. “Estou com as melhores expectativas. São assuntos que estão há tempos nas redes sociais, mas ainda não havia manifestação. A nossa será no mesmo dia que a nacional.”

Para Milani, o encontro do próximo mês é necessário e importante, pois não conscientiza a população, somente, para as questões que ocorrem em Brasília e desagradam as pessoas. “A manifestação será mais a favor da Lava Jato do que contra o STF. Será a favor de todos os órgãos de investigação do país, região e município, estamos de olho. Queremos deixar o recado e a certeza que defendemos, sim, a democracia. Defendemos a independência dos três poderes, o Legislativo, Executivo e Judiciário, sem a interferência externa e interna. Não podem tentar afrontar o povo, pois fiscalizamos e cobramos.”

Entre os exemplos citados como negativos em relação ao STF, Milani lembra a decisão monocrática do presidente, Dias Tófoli, que ordenou que a votação do Senado fosse fechada. Além disso, também cita a questão da decisão do órgão que os crimes do Caixa 2 cometidos durante campanhas políticas ou mandatos sejam enviados para a Justiça Eleitoral. Antes, eram de responsabilidade da Justiça Comum. “Antes, havia mais agilidade nos processos, as pessoas estavam sendo condenadas. Isso prejudica a Lava Jato nessa questão. Se não for feito nada, aos poucos o STF vai enterrar essa operação.  Será retrocesso em todo o avanço que tivemos para aqueles que pensavam em não serem atingidos pela lei.”

Segundo o coordenador, essas manifestações são a voz de muitas pessoas e influenciam em decisões. Também exigem que os Poderes cumpram o seu papal de forma transparente. 

O Movimento
O MDV surgiu em setembro de 2018 durante a campanha política em apoio ao então candidato, Jair Bolsonaro (PSL), que foi eleito presidente do Brasil. “Decidimos continuar atuando para a melhoria das coisas, assim como se faz campanha, depois deve-se cobrar também. Iremos fiscalizar, cobrar, articular projetos, apoios e ajudar a nossa população.”

Entre os movimentos já realizados, estão uma adesivação de veículos e carreata para Bolsonaro, e uma manifestação denominada ‘PT Não”, no pleito que elegeu deputados estaduais, federais, senadores e presidente no ano passado.

por Carolina Schmidt
redacao@agoranovale.com.br