fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Morador de destrói gerador que auxiliava no abastecimento de água para “acabar com o barulho” em Santa Cruz do Sul


Por Redação / Agora no Vale Publicado 08/05/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP

Durante uma reunião realizada na manhã desta quarta-feira (8) na Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Cruz, o gerente local da Corsan/Aegea, Rafael Gonçalves, revelou uma situação preocupante: um morador de Santa Cruz do Sul destruiu um gerador que estava sendo usado para auxiliar no abastecimento de água do município.

O aparelho estava instalado na Travessa Dona Leopoldina, em Linha João Alves, com o objetivo de auxiliar na captação de água em um poço. No entanto, devido aos problemas causados pelas chuvas dos últimos dias, a equipe precisou transferir o gerador para outro ponto do município. Ao chegar para fazer a remoção, os agentes se depararam com o aparelho destruído. Segundo relatos da equipe, um morador teria utilizado uma picareta para danificar o equipamento.

Rafael Gonçalves explicou que a região alta da Linha João Alves enfrentou dificuldades para restabelecer o sistema devido à falta de energia no Belvedere, área de risco de deslizamento interditada pela Defesa Civil. Como consequência, a RGE desligou a energia, deixando a região sem eletricidade durante todo o dia. Diante dessa situação, foi necessário mover o gerador para aumentar a vazão de água na área afetada. No entanto, ao chegarem ao local, os agentes encontraram o equipamento destruído, supostamente para evitar barulhos incômodos para o morador.

Essa ação prejudica não apenas o abastecimento de água na região, mas também representa um prejuízo para toda a comunidade. A Corsan/Aegea e as autoridades locais estão investigando o ocorrido e tomando as medidas necessárias para garantir a normalização do serviço e a responsabilização do autor do ato de vandalismo.