fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px Programa Fazer Juntos

Hospital em Encantado adota carros elétricos para diminuir ansiedade de crianças em cirurgias


Por Redação / Agora no Vale Publicado 18/03/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP
FOTO 1_Representante da Covel, o socio-proprietario da empresa, Gabriel Bagatini com medicos, direcao e equipe do HBST.

Encantado – O Hospital Beneficente Santa Terezinha (HBST) em Encantado adotou uma abordagem inovadora para tornar a experiência cirúrgica das crianças mais agradável. Nas últimas duas semanas, os pequenos pacientes que precisam se deslocar até o centro cirúrgico estão sendo levados em carros elétricos de controle remoto, uma iniciativa que visa reduzir a ansiedade, o medo e a angústia associados a procedimentos cirúrgicos.

A implementação dos carros elétricos foi possível graças às doações feitas pelas empresas Covel Veículos e Soma RS. O sócio-proprietário da Covel Veículos, Augusto Pacini Bagatini, inspirou-se em uma experiência pessoal com seu filho Caio, que foi levado ao centro cirúrgico em um carrinho semelhante em outra instituição. “É uma ideia simples, mas que, para nós, ajudou muito”, destaca Bagatini.

Marco Antônio Fleck, diretor de Relações com o Mercado da Soma RS, ressalta que a doação visa reconhecer os esforços de recuperação da comunidade de Encantado após as recentes enchentes, além de humanizar os serviços de saúde para as crianças atendidas pelo HBST.

Além dos carros elétricos, o hospital já promove outras iniciativas para criar um ambiente lúdico e tranquilizador para as crianças e seus familiares. Entre elas, está a prática de vestir os pequenos pacientes como super-heróis ou princesas e recebê-los com personagens fantasiados que os acompanham até a “sala mágica”, onde são realizados os procedimentos cirúrgicos.

Márcio Sottana, diretor administrativo do HBST, enfatiza a importância das parcerias e doações para a criação de um ambiente hospitalar mais humanizado. “Todo o processo lúdico e humanizado contribui para fortalecer os vínculos afetivos, participativos e colaborativos no ambiente hospitalar”, garante Sottana.