fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Em Lajeado, judiciário faz audiências por whatsapp


Por Redação / Agora no Vale Publicado 01/03/2019
Ouvir: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP

Videoconferências são realizadas quando réus ou testemunhas não podem comparecer

A tecnologia virou aliada também do poder judiciário em Lajeado. Desde outubro de 2018,  juízes utilizam redes sociais como Whatsapp, facebook e Skype para realizar oitivas de réus e testemunhas de processos penais, quando elas não podem comparecer no encontro presencial por motivo de trabalho, doença, entre outros.

Conforme o juiz de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Lajeado, Paulo Meneghetti, até o momento já foram realizadas mais de 30 audiências por videoconferência. “A maioria são policiais. Muitas vezes são convocados para trabalhos como as operações de verão, por exemplo,  e não podem comparecer aqui.”

A partir do momento em que a pessoa não se faz presente, servidores entram em contato para fazer na hora a oitiva ou marcar para as próximas horas.

Para Meneghetti, a ferramenta é prática e agiliza os trabalhos.  “Caso tivéssemos que marcar mais uma nova audiência, iria demorar ainda mais o processo, podendo levar mais alguns meses.” Ele garante que todos ganham muito com essa ferramenta. “Conversamos com a pessoa, a vemos pelo vídeo, como se estivéssemos pessoalmente com ela.”

Além disso, este processo ainda reduz gastos. Quando há preso em Porto Alegre,  por exemplo,  não há gastos de locomoção e outras despesas, com agentes que o acompanham o preso.

O magistrado lembra que a ferramenta também é utilizada em outras comarcas de cidades vizinhas para Processo Civil.

A ideia de implantar a inovação foi da própria Comarca de Lajeado. “É um recurso que não traz prejuízo e é barato. O mundo se comunica online e veio para facilitar.”

Por Carolina Schmidt
redacao@agoranovale.com.br