fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Agora no Vale 728x90px

Casa de Cultura Dr. Pedro José Lahude será reinaugurada em Encantado

Biblioteca Municipal também será reaberta em novo espaço


Por Redação Publicado 05/12/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Aniversário-28-anosDESK

A programação do evento natalino “Encantado” Iluminada tem entre suas atividades a Reinauguração da Biblioteca Pública Municipal e Casa de Cultura Dr. Pedro José Lahude, no próximo domingo, dia 10, às 19h30min. Com apoio do Poder Legislativo Municipal, o espaço passou por obras de revitalização, que iniciaram em dezembro de 2022.

A Casa de Cultura Dr. José Pedro Lahude tem 30 anos de história. Ela foi inaugurada no dia 31 de março de 1993, dentro das programações do aniversário de 78 anos de Encantado, na segunda gestão do ex-prefeito, Adroaldo Conzatti, e vice-prefeito, Odilon Gheno.

A reinauguração estava prevista para acontecer no fim de setembro deste ano. No entanto, a enchente catastrófica dos dias 04 e 05 do mesmo mês atrapalharam o planejamento. O local recebeu nova pintura, recuperação da parte elétrica e do piso, além de móveis novos. Com a reforma, foi alterado o local da Biblioteca Pública Municipal. O Museu Municipal que antes estava localizado no 2º andar, agora encontra-se no 1º. A Representação da Casa Italiana, o Museu dos Fotógrafos e o Museu da Câmara, foram mantidos.

R$ 500 mil

A obra tem um custo de R$ 500 mil. Destes, R$ 200 mil foram destinados pela Câmara Municipal de Vereadores de Encantado. O prefeito Jonas lembra que a revitalização é uma demanda que se arrastava por alguns anos. Segundo ele, o local encontrava-se em condições precárias. O prefeito frisa o apoio do Legislativo para a execução da iniciativa. “É um espaço público que consideramos importante para a preservação de nossa história e cultura. Com ajuda da Câmara de Vereadores, que na época de início da obra tinha como presidente o vereador, Valdecir Gonzatti, conseguimos promover melhorias”, destaca.

A secretária de Educação e Cultura, Stéfanie Casagrande, reforça a relevância cultural e histórica que a ação tem. Ela lembra que além da preservação histórica através do Museu, a obra contempla a preservação da Biblioteca, valioso espaço de pesquisa e leitura, importante sobretudo para os mais jovens. “A obra é um movimento de preservação de nossa cultura, ampliação da visão de mundo e encontro de conhecimento para as novas gerações”, avalia.

Finais de semana

Conforme Stéfanie, a ideia é quem em 2024 a Casa de Cultura fique aberta aos finais de semana para visitação do público. É planejado a implantação de um Cine Clube e que as salas sejam utilizadas na promoção de oficinas culturais. Hoje o espaço já recebe ensaios de corais, orquestra e funcionamento da Escola de Música.