fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Canil montado no Parque do Imigrante é expandido e precisa de ajuda da comunidade


Por Redação / Agora no Vale Publicado 15/05/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP
canil agora no vale lajeado

Após a inundação do Rio Taquari, uma iniciativa importante surgiu no Parque do Imigrante, em Lajeado: um canil dedicado ao acolhimento de cães das famílias afetadas pela enchente. Lu Rodrigues, idealizadora e coordenadora-geral do canil, destaca a importância dessa ação pioneira, visando evitar doenças como leptospirose e zoonoses.

O canil opera com uma rotina meticulosa para garantir o bem-estar dos animais. Das sete da manhã às dez, voluntários cuidam das necessidades básicas dos cães, desde passeios até a limpeza das baias, troca de cobertores e alimentação. O horário de visitas inicia às dez da manhã e segue até as 17 horas, quando se inicia o fechamento das instalações. Neste período, os voluntários realizam análises regulares das condições das baias e providenciam limpezas adicionais, se necessário.

O canil é mantido por doações tanto de pessoas físicas quanto jurídicas, unindo esforços para fornecer abrigo e cuidados aos animais desabrigados. Sob a supervisão de responsável técnico, os cães recebem exames e cuidados médicos quando necessário.

Uma política importante adotada pelo canil é a castração dos animais antes de serem devolvidos aos tutores. Essa medida visa controlar a reprodução e reduzir a população de animais abandonados nas ruas.

Os tutores são incentivados a interagir com seus pets durante as visitas, proporcionando momentos de companheirismo e evitando que os animais se sintam abandonados.

Além do acolhimento dos animais, o canil atua como centro de distribuição de recursos para o Vale do Taquari, fornecendo rações, cobertores, vermífugos e antipulgas para as áreas afetadas pela enchente. As doações são essenciais para manter o funcionamento do canil e auxiliar outras comunidades atingidas pela tragédia. Para manter este trabalho, eles precisam de doações da comunidade. Quem puder ajudar, pode entregar os donativos no parque.

Canil de Lajeado precisa de doação de casinhas

Em resposta às recentes enchentes que afetaram a região do Rio Taquari, o Canil Municipal de Lajeado intensificou seus esforços para acomodar e cuidar dos animais desalojados. Com uma capacidade original para abrigar 100 animais, o canil enfrentou um desafio sem precedentes ao abrigar 286 cães em suas instalações.

Desde o início das cheias, a equipe abrigou 101 cães; sendo 68 no canil e mais 33 foram encaminhados para acolhimento no Parque de Rodeios. Apesar do cenário desafiador, a equipe do canil continua dedicada ao cuidado e bem-estar dos animais. Até o momento, nove dos 68 animais acolhidos já retornaram aos seus lares. No entanto, 277 cães permanecem sob os cuidados do abrigo.

Não faltam ração nem medicamentos para esses animais. No entanto, a equipe fez um apelo por doações de casinhas para cães de porte médio e grande, enfatizando a importância de fornecer um ambiente seguro e confortável para os animais em momentos de crise.

Em uma tentativa de encontrar soluções criativas para acomodar os animais, o canil revelou que alguns foram realocados nas baias internas, enquanto outros, considerados maiores e mais temperamentais, foram instalados em casinhas sob as árvores ou no pavilhão do aterro sanitário. Também é dado suporte ao canil temporário criado no Parque do Imigrante.

A equipe também expressou sua disponibilidade para divulgar informações sobre a necessidade de lares temporários para animais, buscando apoio da comunidade por meio de postagens nas redes sociais.

Desde 2008, milhares de animais já foram resgatados das ruas da cidade pelo Programa Adote um Amiguinho e abrigados no Canil Municipal de Lajeado até encontrarem um novo lar. Para ter acesso às informações, acesse as redes sociais.