fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px

Venâncio Aires assina contrato para iniciar construção de apartamentos populares

Município é o primeiro gaúcho a retomar projetos habitacionais populares


Por Redação Publicado 26/06/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
terreno apartamentos Venâncio Aires – agoranoval-lajeado (2)

               O primeiro município a cadastrar projeto habitacional depois das mudanças no programa federal Minha Casa, Minha Vida, em novembro do ano passado,  é também o primeiro a assinar o contrato para dar início às obras. Ocorreu nesta tarde a assinatura do documento entre a Prefeitura de Venâncio Aires e a empresa ALM Engenharia e Construções LTDA, para dar início a construção dos 112 apartamentos do Residencial Morada das Lavandas, no bairro Aviação.  O ato aconteceu na rua Conde D’Eu, esquina com a rua Cândido de Moura, local que vai sediar o projeto.

terreno apartamentos Venâncio Aires – agoranoval-lajeado (1)

Valores

A Capital do Chimarrão é o primeiro município gaúcho a assinar contrato no retorno do programa, aderindo a Faixa 1, que são para imóveis entre R$ 190 mil e R$ 264 mil, para famílias com renda de até R$ 2.640,00. Conforme a secretária municipal de Habitação e Desenvolvimento Social, Camila Capelão, o projeto vai atender também a demanda de famílias vítimas das enchentes. “O prazo de execução é de até 24 meses, por este motivo temos outros programas em especial para a calamidade com prazos mais curtos de execução e entrega imediata às famílias”, explica a secretária.

112 apartamentos

Os 112 apartamentos do residencial serão construídos em sete blocos e terão investimentos totais de R$ 15.335.040,00. “O programa Minha Casa, Minha Vida tem os critérios estabelecidos pelo Governo Federal e com isso o município seleciona as famílias, utilizando dos nossos critérios que estão em consonância com a União e pelas indicações e análise da rede de serviço, onde os profissionais da rede indicam as famílias aptas a participar da seleção”, explica Camila. 

A secretária explica ainda que o cadastro é atualizado pelos profissionais periodicamente e a partir das recentes calamidades, estará também atendendo famílias atingidas pelas enchentes.


Fonte e fotos: AI Venâncio #agoranovale