fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px Programa Fazer Juntos

RS terá mais 5 institutos federais de educação


Por Redação / Agora no Vale Publicado 12/03/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Aniversário-28-anosDESK
ifrs-campus-RS terá mais 5 institutos federais de educação agora no vale lajeado

Nesta terça-feira, 12, o governo federal anunciou a implementação de 100 novos campi nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Segundo o Ministério da Educação, a região Nordeste será contemplada com o maior número de novas unidades.

As cidades gaúchas que receberão os institutos são: São Leopoldo, Porto Alegre, Gramado, São Luiz Gonzaga e Caçapava do Sul.

Abaixo estão os detalhes regionais:

  • Norte: 12 campi
  • Nordeste: 38 campi
  • Centro-Oeste: 10 campi
  • Sudeste: 27 campi
  • Sul: 13 campi

O anúncio foi feito durante cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A construção dessas novas unidades elevará o total de campi dos Institutos Federais para 702 em todo o país.

O ministro da Educação, Camilo Santana, destacou que essa expansão resultará na criação de 140 mil novas vagas para estudantes, principalmente em cursos técnicos integrados ao ensino médio. As instituições de Educação Profissional e Tecnológica (EPT) oferecem cursos gratuitos de qualificação profissional, técnicos, graduação e pós-graduação.

A iniciativa de ampliar o número de campi e matrículas nos institutos federais tem sido uma prioridade desde o início do terceiro mandato do presidente Lula. O investimento nas novas unidades integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com um aporte de R$ 3,9 bilhões nos próximos anos. Esses recursos também serão destinados a melhorias nas instituições existentes.

Os institutos fazem parte da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, criada em 2008, a partir das antigas escolas técnicas. Essa rede inclui 38 institutos federais, dois centros federais de educação tecnológica (Cefets), 22 escolas técnicas vinculadas às universidades, o Colégio Pedro II e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs) são instituições de ensino superior, técnico e tecnológico no Brasil, que têm como principal objetivo oferecer educação profissional e tecnológica de qualidade. Esses institutos desempenham diversos papéis e oferecem uma ampla gama de cursos e programas. Aqui estão algumas das principais finalidades e funções dos Institutos Federais:

  1. Educação Profissional e Tecnológica: Os IFs oferecem cursos técnicos integrados ao ensino médio, cursos técnicos subsequentes, cursos de graduação, pós-graduação e programas de formação continuada. Esses cursos estão voltados para áreas tecnológicas e profissionalizantes, preparando os estudantes para o mercado de trabalho.
  2. Pesquisa e Inovação: Muitos Institutos Federais desenvolvem atividades de pesquisa aplicada e inovação, contribuindo para o avanço do conhecimento em áreas específicas e promovendo a integração entre ensino, pesquisa e extensão.
  3. Extensão: Os IFs realizam atividades de extensão que envolvem a comunidade local, como prestação de serviços, programas sociais, projetos de impacto regional, cursos e eventos abertos à comunidade.
  4. Inclusão Social: Muitos IFs têm políticas de inclusão social, oferecendo oportunidades educacionais a diferentes camadas da população, incluindo pessoas de baixa renda, minorias étnicas, e pessoas com deficiência.
  5. Parcerias com Empresas: Os Institutos Federais estabelecem parcerias com empresas e indústrias, buscando alinhar a formação oferecida com as demandas do mercado de trabalho. Isso contribui para a empregabilidade dos estudantes.
  6. Formação de Professores: Alguns IFs oferecem cursos de formação de professores, contribuindo para a melhoria da qualidade do ensino básico no país.
  7. Desenvolvimento Regional: A presença dos Institutos Federais em diferentes regiões do Brasil contribui para o desenvolvimento regional, promovendo a educação e formação de profissionais capacitados para atender às demandas locais.
  8. Cidadania e Ética: Os IFs também têm o papel de formar cidadãos conscientes, éticos e comprometidos com o desenvolvimento sustentável, promovendo valores e responsabilidade social.

Em resumo, os Institutos Federais desempenham um papel estratégico na formação de profissionais qualificados, na pesquisa aplicada, na promoção da inovação e no desenvolvimento das comunidades em que estão inseridos.