fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Governador apresenta potencialidades do RS a investidores italianos


Por Redação / Agora no Vale Publicado 16/04/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP
16082023_2127598_GD

Um Estado de economia pujante – a quarta maior do Brasil –, inovador, com capital humano qualificado e aberto ao setor privado. A partir dessas e outras características marcantes, o governador Eduardo Leite apresentou as potencialidades do Rio Grande do Sul a investidores italianos nesta terça-feira (16/4), em Roma.

Ao longo da manhã, Leite se reuniu na Embaixada do Brasil na Itália com representantes da Sace (agência pública de fomento), da Simest (agência privada no setor financeiro) e do Intesa Sanpaolo (banco privado).

Nas apresentações, Leite destacou a carteira de projetos do governo nas áreas de infraestrutura, saneamento básico, mobilidade, segurança, lazer e em áreas sociais. Uma das principais iniciativas é a concessão de rodovias dos blocos 1 e 2, com projeção de investimentos de R$ 10 bilhões. O governador reforçou a adoção do free flow nas estradas concedidas como componente importante para os usuários e para os investidores.

Leite ressaltou ainda o trabalho do governo para tornar o RS um destino de investimentos em hidrogênio verde. O governador destacou, principalmente, as questões geográficas e o papel do hidrogênio verde e das energias renováveis no mapa estratégico da gestão estadual.

“As agências de fomento, de desenvolvimento e os bancos italianos têm um portfólio grande de empresas que são clientes e que buscam atuação fora da Itália. É muito importante que posicionemos o Rio Grande do Sul para que os investidores também olhem para nós”, disse Leite.

Leite do lado esquerdo de uma mesa de reunião, gesticulando e falando com pessoas que estão do lado oposto (à direita). Ao lado de Leite estão uma mulher e dois homens e à frente dele estão três mulheres e um homem.
Entre as principais iniciativas apresentadas está a concessão de rodovias dos blocos 1 e 2 – Foto: Maurício Tonetto/Secom

O governador também destacou que o Rio Grande do Sul é uma porta de entrada para a América do Sul e para mercados relevantes. “Existem muitos aspectos do nosso Estado que favorecem investimentos de empresas italianas, então trouxemos o nosso portfólio de investimentos em infraestrutura na área de concessões. A Itália tem empresas de infraestrutura importantes, inclusive que já têm atuação no Brasil”, acrescentou.

Além das estradas dos blocos 1 e 2, o governo vai conceder dois aeroportos regionais (Passo Fundo e Santo Ângelo). Também integram a carteira de projetos parcerias para obras em escolas, saneamento básico em municípios, construção de hospital em Viamão, ativos imobiliários, transporte metropolitano, reforma e gestão do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), loterias e para o Jardim Botânico de Porto Alegre.

À tarde (horário de Roma), entre outros compromissos, a comitiva se reunirá com representantes da ITA Airways para avançar na negociação em torno de um voo direto entre o Rio Grande do Sul e a Itália.

A missão internacional

O objetivo da missão é apresentar potencialidades de negócios no Rio Grande do Sul e estreitar as relações com Itália e Alemanha. Em 2025, será celebrado o aniversário de 150 anos da imigração italiana no RS. Agora em 2024 ocorre a comemoração do bicentenário da imigração alemã. A comitiva do governo percorrerá duas cidades na Itália e quatro na Alemanha para reuniões de negócios e encontros institucionais.

Também integram a comitiva os secretários Artur Lemos (Casa Civil), Fabrício Peruchin (Justiça, Cidadania e Direitos Humanos), Luiz Fernando Rodrigues (Turismo), Tânia Moreira (Comunicação) e Pedro Capeluppi (Parcerias e Concessões), além procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, e o diretor do BRDE e ex-governador, Ranolfo Vieira Júnior.

Representam a Assembleia Legislativa o presidente Adolfo Brito, o líder do governo, Frederico Antunes, e os deputados Guilherme Pasin, Nadine Anflor, Carlos Búrigo, Cláudio Branchieri, Silvana Covatti e Aloísio Classmann.

Texto: Juliano Rodrigues/Secom
Edição: Rodrigo Toledo França/Secom