fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Empresários gaúchos podem solicitar linha de crédito de R$ 15 bilhões a partir desta terça-feira


Por Redação / Agora no Vale Publicado 11/06/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP
Colinas enchente maio 2024 – agoranovale-lajeado (2)

A partir desta terça-feira (11), empresários do Rio Grande do Sul poderão solicitar acesso à linha de crédito de R$ 15 bilhões, anunciada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no final de maio. Os recursos serão liberados a partir do dia 21 de junho, e a medida foi detalhada nesta segunda-feira.

Como Acessar a Linha de Crédito

Empresários que tiveram seus negócios afetados pelas enchentes no estado devem procurar o gerente do banco onde já são clientes. Aproximadamente 40 bancos operarão esses recursos, sendo que sete instituições já estão aptas a oferecer os fundos: Bradesco, Banrisul, BRDE, Badesul, Banco Safra, Sicredi e Cresol. As demais ainda estão em processo de habilitação.

Detalhes do Programa

O programa é administrado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que tem parceria com diversas instituições financeiras, incluindo bancos públicos e privados, cooperativas de crédito e bancos de desenvolvimento regionais. O crédito estará disponível para empresas de todos os portes, além de cooperativas, produtores rurais, caminhoneiros e MEIs (microempreendedores individuais).

Requisitos para Solicitação

Para solicitar o crédito, os empresários devem cumprir alguns requisitos, tais como:

  • Ter uma filial em um dos 95 municípios do Rio Grande do Sul que decretaram calamidade.
  • Declarar que sofreram danos devido às enchentes ou estão enfrentando consequências econômicas associadas à calamidade.

Tipos de Crédito Disponíveis

São oferecidos três tipos de crédito:

  1. Máquinas e Equipamentos:
    • Objetivo: Financiamento para aquisição de máquinas e equipamentos para recompor a capacidade produtiva afetada.
    • Valor máximo por cliente: Até R$ 300 milhões.
    • Prazo: Até cinco anos (com até um ano de carência).
    • Taxa de juros: Até 0,6% ao mês.
  2. Investimento e Reconstrução:
    • Objetivo: Financiamento para projetos de investimento, como construção e reforma de fábricas, galpões e estabelecimentos comerciais.
    • Valor máximo por cliente: Até R$ 300 milhões.
    • Prazo: Até dez anos (com até dois anos de carência).
    • Taxa de juros: Até 0,6% ao mês.
  3. Capital de Giro:
    • Objetivo: Apoio financeiro para necessidades imediatas, como pagamento de folha de salários, fornecedores, recomposição de estoques e outros gastos.
    • Valor máximo por cliente: Até R$ 400 milhões.
    • Prazo: Até cinco anos (com até um ano de carência).
    • Taxa de juros: Até 0,9% ao mês.

Cada solicitação será analisada individualmente pelos bancos, que avaliarão o risco e definirão os juros específicos para cada cliente, respeitando os tetos estabelecidos pelo BNDES.

Procedimento de Solicitação

Os pedidos podem ser feitos através de canais digitais ou diretamente nas agências físicas. O BNDES exigirá apenas uma declaração de cada cliente informando sobre as perdas sofridas ou as consequências financeiras enfrentadas.