fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px

Suspeitos do assalto no aeroporto de Caxias do Sul são detidos em São Paulo


Por Redação / Agora no Vale Publicado 22/06/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
agora no vale-assalto caxias-presos sao paulo-
Polícia Militar de São Paulo / Divulgação

Dois homens suspeitos de envolvimento no assalto ao aeroporto Hugo Cantergiani, em Caxias do Sul, foram detidos por volta das 14h desta sexta-feira (21) em Juquitiba, a cerca de 85 quilômetros da capital de São Paulo. A prisão foi realizada por policiais militares do 24º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M).

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo informou que a abordagem ocorreu na Rodovia Régis Bittencourt. Segundo o capitão Alexandre Guedes, porta-voz da Polícia Militar de SP, as equipes em patrulhamento notaram os homens em atitude suspeita dirigindo um Honda/Civic que teria participação no assalto. Após consulta ao sistema de monitoramento da Polícia Federal (PF), os policiais verificaram que a dupla estava listada como suspeita de envolvimento no ataque ao carro-forte. Os homens foram capturados e apresentados ao Departamento de Polícia Federal.

A investigação está sob a responsabilidade da PF no Rio Grande do Sul. A assessoria de imprensa do órgão declarou que só se pronunciará oficialmente após a prisão efetiva de todos os envolvidos, ou seja, ao final das investigações, com a identificação completa dos autores.

As suspeitas apontam que entre oito e dez pessoas estejam envolvidas no crime. Um dos criminosos, que estava com cerca de R$ 15 milhões, morreu durante a troca de tiros com a polícia. O 2º sargento da Brigada Militar, Fabiano Oliveira, de 47 anos, também perdeu a vida no confronto. As buscas pelos envolvidos continuam com equipes mobilizadas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo.

Fonte: GZH