fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Sem corpo, delegado espera confissão do dentista


Por Redação / Agora no Vale Publicado 24/01/2019
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP

Delegado Guilherme Pacífico diz que silêncio reforça a tese de uma premeditação do crime

O corpo do gerente do Sicredi de Anta Gorda, Jacir Potrich, 55 anos, ainda não foi localizado pela polícia. Enquanto isso, o delegado Guilherme Pacífico, responsável pelo caso, declarou na manhã desta quinta-feira que aguarda uma confissão do dentista de 52 anos, vizinho da vítima, preso na manhã de quarta-feira, apontado como autor do crime. 

Segundo o delegado, o silêncio do suspeito reforça a tese da polícia de uma premeditação do crime. Ele diz ainda que o preso está sendo “sarcástico e completamente frio” em seus depoimentos. “Temos provas”, assegurou o delegado.

As buscas ao corpo do gerente bancário prosseguem em toda a região e têm auxílio dos bombeiros. Segundo o delegado, há fortes elementos de que houve ocultação do cadáver.

Jacir Potrich desapareceu na noite do dia 13 de novembro. Há imagens que comprovam a participação do homem.


Redação
redacao@agoranovale.com.br