fbpx

Polícia Civil pede prisão de homem que teria mordido bebê e agredido na cabeça em Xangri-lá


Por Reportagem Publicado 29/11/2021

Criança também apresentou marcas de mordida

A Polícia Civil pediu a prisão preventiva de um homem de 26 anos que agredido um bebê de um ano e oito meses na cabeça. A criança sofreu lesões no crânio, apresentou mordidas pelo corpo e correu risco de parada cardíaca, mas recebeu alta hospitalar e passa bem. O caso foi conhecido pela polícia e pelo Conselho Tutelar na sexta-feira à noite, em Xangri-lá.

A ocorrência foi registrada às 22h de sexta. A mãe contou ter ido ao mercado, período em que deixou o filho com o namorado, suspeito de ter cometido as agressões. Ao retornar para casa, ela encontrou o menino machucado e buscou atendimento médico, inicialmente, em um posto de saúde.  

O suspeito foi localizado pela Brigada Militar por volta das 10h de sábado, 27, quando não havia mais situação de flagrante. Ele negou ter cometido o crime contra a criança, mas confessou ter consumido crack durante o dia da ocorrência. O homem tem diversos antecedentes criminais. A mãe também será investigado.