fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px

Operação Leviatã: polícia desmantela facção criminosa em três estados


Por Redação / Agora no Vale Publicado 27/06/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px

Nesta quinta-feira, dia 27, uma ampla operação policial resultou na prisão de mais de 50 pessoas ligadas a uma facção criminosa responsável por abastecer o tráfico de drogas no Rio Grande do Sul (RS). A ação, conhecida como Operação Leviatã, está cumprindo 85 mandados de prisão preventiva e 136 mandados de busca e apreensão. Além disso, foram sequestrados oito veículos e bloqueadas 37 contas bancárias, totalizando cerca de R$ 5,7 milhões em ativos.

A investigação, que começou em maio do ano passado após a descoberta de quase duas toneladas de maconha em uma lavagem de veículos em Viamão, levou a polícia a analisar celulares apreendidos e transações bancárias, revelando a estrutura e operação da facção criminosa. A delegada responsável, Ana Flávia Leite, explicou que o grupo criminoso atua em todo o RS e tem ramificações em Santa Catarina e Paraná.

A operação

A ofensiva desta quinta-feira é um desdobramento das investigações que começaram com a apreensão de drogas em Viamão. A polícia identificou a movimentação do dinheiro e a logística usada pelos criminosos para distribuir drogas pelo Estado, mesmo durante eventos adversos, como a enchente que recentemente atingiu o RS.

Os mandados estão sendo cumpridos na Capital, Região Metropolitana, Interior do RS, além de cidades em Santa Catarina e Paraná. Até as 8h desta quinta-feira, 18 veículos foram apreendidos, além de seis armas de fogo e cerca de R$ 34 mil em espécie.

Detalhes da operação

A operação foi nomeada Leviatã, em referência a um dragão de muitas cabeças, simbolizando a facção criminosa que possui ramificações em diversas regiões. Durante a investigação, foi identificada a movimentação de quase nove toneladas de maconha, além de crack e cocaína, nos últimos dois meses, gerando cerca de R$ 25 milhões em transações.

A operação também revelou que a facção utilizava métodos engenhosos para evitar a detecção policial, como a utilização de analogias com churrasco para se referir aos tipos de drogas e o uso de detectores de rastreadores nos veículos. A facção também utilizava “laranjas” para a compra de veículos, evitando o uso de carros clonados.

Prisões e incidentes

Durante o cumprimento dos mandados em Lajeado do Bugre, os policiais foram recebidos a tiros, resultando na prisão em flagrante de um homem com duas armas de fogo. Um fato chocante foi a descoberta de imagens de uma criança com uma pistola, no celular de uma mulher envolvida na facção, que praticava o comércio de armas de fogo.

Colaboração interestadual

A Operação Leviatã é parte da Operação Nárke 2, coordenada pela Diretoria de Operações Integradas e de Inteligência da Senasp/MJSP. O objetivo é integrar forças de segurança pública na prevenção e repressão ao tráfico de drogas.

Cidades onde são cumpridos mandados no RS:
  • Porto Alegre
  • Alvorada
  • Viamão
  • Ijuí
  • Lajeado do Bugre
  • Passo Fundo
  • Parobé
  • Cidreira
  • Alegrete
  • Torres
  • São Leopoldo
  • Sapiranga
  • Caxias do Sul
  • Brochier
  • Salvador do Sul
  • Sapucaia do Sul
  • Taquara
  • Cachoeirinha
  • Santo Cristo
  • Montenegro
  • Charqueadas
  • Guaíba
  • Casca
  • Farroupilha
Cidades em Santa Catarina:
  • Criciúma
  • Içara
  • Palhoça
  • Imbituba
  • Sombrio
Cidades no Paraná:
  • São José dos Pinhais
  • Marechal Cândido Rondon

A operação destaca a importância da colaboração entre diferentes forças policiais e estados na luta contra o tráfico de drogas, evidenciando a complexidade e a abrangência das redes criminosas no Brasil.