fbpx

Mulher que confessou ter matado amiga grávida para tirar o bebê é condenada a 57 anos de prisão


Por Reportagem Publicado 25/11/2021

A mulher que confessou ter matado a amiga grávida para tirar o bebê foi condenada nessa quarta-feira a 57 anos anos de prisão. O crime foi cometido em agosto de 2020, no município de Canelinha, em Santa Catarina. Foi condenada por feminicídio qualificado por motivo torpe, com emprego de meio cruel, mediante dissimulação e para encobrir outro crime; e condenada pelo crime de tentativa de homicídio qualificado pela impossibilidade de defesa (em relação ao bebê). A ré foi condenada, ainda, pelos crimes de ocultação de cadáver, parto suposto, subtração de incapaz e fraude processual.

Diante de tamanha crueldade descrita no julgamento, um dos membros do júri passou mal e teve de ser substituído. A condenada não poderá recorrer dos crimes em liberdade.

A sessão foi acompanhada por um pequeno grupo de familiares da vítima. Amigos e parentes da vítima participaram de um ato pacífico em frente à Câmara de Vereadores da cidade, onde ocorreu o julgamento.