fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Sicredi Agora no Vale 728x90px

Menina é encontrada morta às margens do rio


Por Redação / Agora no Vale Publicado 22/10/2018
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP

Família acredita que menina tenha sido usada em ritual. Polícia, não confirma e diz que investiga o caso

O corpo da menina Eduarda Herrera, 9 anos, foi encontrado na manhã desta segunda-feira, dia 22, às margens da ERS-118, no Rio Gravataí, em Alvorada.

Um motorista, que trafegava pela rodovia, e teria parado para urinar achou o corpo da menina. A menina estava desaparecida desde a noite desse domingo, 21, quando havia sido supostamente sequestrada no Bairro Rubem Berta, em Porto Alegre.

A família precisou de atendimento médico durante o reconhecimento do corpo nesta manhã, porque entrou em estado de choque.

Em depoimento, familiares alegaram que o corpo da menina foi encontrada no meio de diversos objeto, e acreditam que ela tenha sido usado em um ritual. A polícia, não confirma a hipotese, e diz que vai investigar.

Eduarda, estava brincando na frente da casa da família, por volta das 20h45, quando um veículo parou no local. O homem, condutor do Siena vermelho, teria sequestrado a criança. Um carro com as mesmas características foi localizado horas depois, no Bairro Sebastião. Dentro do veículo foram encontradas cordas, mas ainda não há confirmação se o carro foi realmente usado no crime.