fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px

Engano no sistema liberta homem perigoso, preso com arma com símbolos nazistas


Por Redação / Agora no Vale Publicado 04/07/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
armaspresoengano-agoranovale

Um grave erro no sistema penitenciário resultou na liberação indevida de um homem de 47 anos em Flores da Cunha, na Serra do Rio Grande do Sul. Preso por posse irregular de armas, algumas das quais ostentavam símbolos nazistas, ele foi solto por engano apesar de enfrentar acusações mais graves, incluindo tentativa de homicídio contra policiais civis. O incidente ocorreu no dia 27 de junho e desde então o indivíduo está foragido.

O Tribunal de Justiça e a Polícia Penal reconheceram o erro, que agora está sob investigação pela Corregedoria-Geral do Sistema Penitenciário. A complexidade do caso se deve ao fato de que, embora o homem tenha obtido liberdade provisória pelo crime de posse de armas, ele não deveria ter sido liberado devido ao mandado de prisão preventiva por tentar matar policiais em um confronto anterior.

A situação começou a ser investigada em 2023, após um vizinho denunciar que o suspeito havia disparado uma arma de fogo contra sua residência. Em março de 2024, durante uma operação de busca e apreensão, o homem reagiu atirando contra os oficiais e conseguiu fugir, o que levou à sua classificação como perigoso e à expedição de um mandado de prisão preventiva.

Quando finalmente capturado em junho de 2024, a polícia descobriu um arsenal que incluía pistolas, fuzis, carabinas, munições e coletes balísticos. Notavelmente, uma das armas carregava a inscrição de uma suástica, associada ao regime nazista, segundo a delegada Suélen Breda Panizzon. Além de ser autuado pela posse irregular das armas, ele também foi acusado de promover o nazismo através dos emblemas encontrados.

O caso ganhou uma camada adicional de complexidade e urgência com a falha no sistema prisional que permitiu sua liberação indevida. As autoridades estão mobilizadas na tentativa de recapturar o foragido e estão investigando como tal erro ocorreu, enfatizando a necessidade de medidas rigorosas para evitar futuras falhas.