fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px Programa Fazer Juntos

Casal suspeito de participar do homicídio de professora é preso; polícia segue na busca aos demais criminosos


Por Redação / Agora no Vale Publicado 12/03/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Institucional-WhatsappDESKTOP
professora morre portão agora novale – lajeado

Em uma reviravolta na investigação do assassinato da professora Diná Hadres, de 53 anos, ocorrido na noite de segunda-feira, autoridades policiais anunciaram a prisão de dois suspeitos em conexão com o caso. Durante uma coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira, a Polícia Civil e a Brigada Militar revelaram detalhes sobre a detenção do casal, ambos acusados de balear e matar a educadora, em Portão, no Vale do Sinos.

Os presos, um homem de 29 anos e uma mulher de 26 anos, foram detidos em flagrante por latrocínio (roubo seguido de morte) em Canoas. O homem é suspeito de ser o motorista que auxiliou os demais criminosos a fugirem do local do crime. No entanto, ambos negam qualquer envolvimento direto no assassinato, alegando apenas terem participado do assalto.

Ele indicou o local onde estava a arma, admitiu o assalto, mas negou ter participação direta. A mesma versão foi dada por sua companheira, alegando que ele estava dirigindo enquanto ela estava na carona. Os suspeitos estão sendo acusados de participação no crime que chocou a comunidade local. A polícia continua em busca de outros dois indivíduos, incluindo o suposto executor dos disparos.

Diná Hadres foi morta diante de sua filha enquanto aguardava seu marido descer de um ônibus. Os criminosos, armados, abordaram a vítima e atiraram quando ela chamou pelo nome do companheiro. Apesar dos esforços dos paramédicos do Corpo de Bombeiros, Diná não resistiu aos ferimentos e faleceu no hospital de Portão.