fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px

França autoriza testes com “Táxi Voador” durante Olimpíadas de Paris

Prefeitura de Paris ainda não autorizou, mas deve ceder


Por Redação Publicado 09/07/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
taxi voador – reprodução – agoranovale-lajeado
Imagem: divulgação/Volocopter

O governo da França autorizou nesta terça-feira (9) testes com táxis voadores durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris. O Ministério dos Transportes aprovou também a criação de uma plataforma flutuante para decolagem e aterrissagem no rio Sena.

Controvérsias e opções Legais

Apesar da aprovação do governo, a Prefeitura de Paris não aprovou o projeto e planeja contestar a decisão. A oposição ao projeto, liderada pela prefeita Anne Hidalgo, classificou-o como uma “aberração ecológica” e considera ação judicial contra o decreto.

Principais Informações

  • Período de Operação: A plataforma flutuante funcionará até 31 de dezembro deste ano, das 8h às 17h (horário local).
  • Voos Gratuitos: Devido à falta de autorização da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA), os voos serão inicialmente gratuitos.
  • Limite de Voos: Será permitido no máximo dois voos por hora, totalizando 900 voos ao longo do projeto.
  • Objetivo: Demonstrar a viabilidade do transporte urbano com dispositivos de decolagem e aterrissagem vertical (VTOL) durante os Jogos Olímpicos (26 de julho a 11 de agosto).
  • Realização: O projeto é conduzido pelo grupo Aéroports de Paris (ADP) e a empresa alemã Volocopter, fabricante do Volocity.

Críticas e respostas

O projeto enfrentou várias críticas, incluindo um parecer desfavorável após um inquérito público em fevereiro. Preocupações incluem poluição sonora e visual, consumo de energia e riscos de segurança. Em resposta, ADP e seus parceiros destacaram a utilidade dos táxis voadores para transporte médico de emergência e inovação tecnológica.


Fonte: Olhar Digital e AFP #agoranovale