fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
  • Banner Agora no Vale 728x90px

Ação de grupo de jovens amigos pode influenciar em mudanças radicais nas leis climáticas

Amigos ganharam ação nos EUA que implicará em mudanças de leis, hábitos e podem influenciar medidas semelhantes


Por Redação Publicado 26/06/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
Hawai FreePik agoranovale-lajeado
foto ilustrativa FreePik

Um grupo de jovens entre 9 e 18 anos foi responsável por entrar com uma ação na Justiça do Havaí, nos EUA, que gerou um acordo climático histórico no estado.

Em 2022, a turma de ativistas mirins argumentou que tinha direito de viver em um lugar com clima compatível à vida e sem mudanças climáticas brutas.

Acontece que, por conta de inundações e o aumento do nível do mar, os havaianos têm sofrido para realizar atividades tradicionais como o cultivo de alimentos e a pesca.

Além disso, o estado continua se recuperando dos incêndios devastadores do ano passado, que destruíram mais de 850 hectares e mataram pelo menos 100 pessoas — gerando um prejuízo de US$ 6 bilhões.

A justiça concedeu o direito ao grupo de amigos. E agora o Havaí tem regras claras para diminuir os gases do efeito estufa e proteger belezas e recursos naturais. Entre outros pontos, a Justiça definiu que:

O transporte aéreo, terrestre e marítimo deve zerar as emissões de carbono até 2045;

Mais de US$ 40 milhões vão ser reservados para ampliar a rede de carregamento de veículos elétricos.

Com a decisão favorável da Justiça do Havaí, a expectativa é que outros estados recebam ações parecidas pedindo por um “calendário de sustentabilidade” parecido com o havaiano.


Foto ilustrativa FreePik