fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
  • Banner Agora no Vale 728x90px

VÍDEO: Grêmio Anápolis exige punição para Policial que atirou em Goleiro


Por Redação / Agora no Vale Publicado 11/07/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
WhatsApp Image 2024-07-11 at 09.13.50

O Grêmio Anápolis está exigindo punição para um policial militar envolvido em um incidente após o término de uma partida no estádio Jonas Duarte, em Anápolis (GO). O confronto, que aconteceu após o jogo contra o Centro Oeste pela Divisão de Acesso, resultou no goleiro Ramon Souza sendo atingido na perna por uma bala de borracha.

O clube descreveu a ação do policial como “covarde” e “criminosa”, apontando que tal comportamento é inaceitável por parte de alguém encarregado da segurança no estádio. O incidente, capturado pelas câmeras durante a transmissão do jogo, gerou indignação generalizada tanto no meio esportivo quanto entre o público.

Ramon Souza foi prontamente atendido pelos médicos do clube e necessitou de cuidados em uma UTI móvel instalada no campo. A gravidade do ato provocou uma onda de apoio ao jogador nas redes sociais, com muitos expressando solidariedade e pedindo justiça.

O Grêmio Anápolis emitiu uma nota oficial declarando que tomará todas as “medidas cabíveis” para garantir que o responsável pelo disparo seja devidamente punido. “O dia 10 de julho fica marcado por um ato violento, sujo e horrível contra um de nossos jogadores, o que jamais será esquecido”, afirmou o clube na nota.

Até o momento, a corporação policial não emitiu um pronunciamento sobre o caso. Entretanto, o Ministério do Esporte já se manifestou, classificando a ação como “desproporcional e violenta”, e reforçou que tal comportamento é inaceitável e deve ser veementemente repudiado.

Veja vídeo