fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
  • Banner Agora no Vale 728x90px

PIX promete novidades no próximo ano

PIX por aproximação será possível e testes devem iniciar já em novembro


Por Redação Publicado 04/07/2024
Ouvir: 00:00
  • Agora No Vale – Banner Site Anuncie Conosco 728x90px
PIX_agoranovale

O Pix, já considerado uma revolução nos meios de pagamento no Brasil, elogiado em todo o mundo financeiro, está prestes a passar por novas transformações que prometem facilitar ainda mais a vida dos usuários.

Janaína Attie, chefe de subunidade do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central, anunciou nesta quinta-feira (4) que o Pix por aproximação estará disponível para o público em geral a partir de fevereiro de 2025. Essa inovação faz parte de uma série de mudanças no Open Finance para viabilizar a nova modalidade.

Segundo Attie, as instituições financeiras deverão estar prontas para realizar testes de introdução a partir de novembro deste ano, para que a oferta ao público comece em fevereiro de 2025. “Em novembro deste ano, as instituições têm de estar aptas para realizar testes de introdução para que a oferta, de forma local, ao público em geral, possa acontecer no início de 2025, em fevereiro,” disse Attie em entrevista coletiva.

A norma publicada nesta quinta-feira pelo Banco Central estabelece os fundamentos para uma “reconstrução normativa” da jornada de pagamentos do Open Finance. Attie explicou que, ao final de julho, uma nova norma, com detalhes mais específicos, será publicada.

Com essas mudanças, os usuários do Open Finance, mediante um cadastro inicial em uma “instituição árvore”, poderão utilizar suas contas Pix para realizar pagamentos por aproximação, tanto presencialmente quanto online. Isso promete simplificar significativamente os pagamentos em comércios eletrônicos. “O cliente não mais vai ter de deixar o ambiente de comércio eletrônico para fazer um pagamento com Pix. Ele não precisa mais entrar no aplicativo do seu banco, ele não precisa mais autorizar a transação do seu banco,” destacou Attie.

Essa nova funcionalidade do Pix visa tornar o processo de pagamento ainda mais ágil e eficiente, consolidando o sistema como uma ferramenta indispensável para consumidores e comerciantes em todo o Brasil.


Fonte? BC e GZH

#agoranovale