fbpx

Ao clicar em "Continuar navegando", você concorda com o uso de Cookies e com a Política de privacidade do site.

  • Banner Agora no Vale 728x90px Programa Fazer Juntos

“É surreal que nosso trevo de acesso tenha sido esquecido”


Por Redação / Agora no Vale Publicado 13/03/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
  • Agora-No-Vale—Banner-Forquetinha—Aniversário-28-anosDESK
Reunião CCR 2

Marques de Souza – Em tom de desabafo, o prefeito Fábio Mertz cobrou a CCR Viasul e a Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) por melhorias ao longo dos 12 quilômetros de rodovia duplicada, entre a área central e a divisa com Lajeado.

“Esta é a 27ª reunião da qual participo para tentar soluções aos problemas criados com as obras. É surreal que nosso trevo de acesso tenha sido esquecido. Sem falar do entorno, cheio de buracos, falta de sinalização e termos que fazer o retorno embaixo de duas pontes que alagam quando chove muito. É uma situação gravíssima. Um caos total.”

Mertz ainda relatou o problema enfrentado pelos lindeiros, cujos foram fechados. “As notificações são feitas quase em tom de ameaça. Muitos nem tem condições de regularizar e quem acaba sendo culpado por todos os erros somos nós prefeitos. Se tivessem sido feitas as alterações logo, tudo poderia ser diferente. Felizmente as alterações sugeridas no trevo estão na ANTT para análise. Mas ainda tem muita coisa para fazer, pois ainda temos outros 15 quilômetros a serem duplicados.”

O presidente da Câmara de Vereadores, Amenófis Stacke, lamentou a falta de diálogo e cobrou uma rótula para a Linha Perau, asfalto nas vias laterais, paradas de ônibus e uma passarela para a Picada Flor. “Como o produtor que já paga tanto imposto, ainda terá que arcar com estas despesas para regularizar seus acessos. Ele quase não se sustenta com a atividade exercida. Ficaram sem travessia, sem retorno e como vão manter as plantações agora divididas pelas obras?.”

Além dos dois integrantes nomeados para representar a região (presidente da Câmara da Indústria e Comércio, Ivandro Rosa, e o prefeito de Estrela, Elmar Schneider), também participam do encontro os prefeitos de Bom Retiro do Sul, Edmilson Busatto, a diretora da E-Log de Estrela, Andressa Traesel, e o representante da Federasul e presidente da Associação Comercial de Encantado, Ângelo Fontana. A reunião foi coordenada pelo superintendente ANTT Região Sul/ Florianópolis, Orlei Damázio Silveira e o gerente de Contrato de Concessão/CCR ViaSul, Breno Ferreira Leal.

Nova reunião

No dia 8 de maio ocorre uma nova reunião em Estrela. Nesta oportunidade, as cidades do Vale terão a oportunidade de defender a importância de cada intervenção não prevista no plano original.

A oficialização de cada proposta entregue na reunião será encaminhada à comissão tripartite. O intuito é garantir que concessionária, ANTT e conselho dos usuários tenham conhecimento de cada ponto apontado como prioritário pelos municípios.

Para saber

A CCR Viasul venceu o leilão para gerir as BRs 386, 101, 290 e 448 em novembro de 2018. O contrato faz parte do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), e a empresa terá que investir mais de R$ 7,8 bilhões em 30 anos de concessão.

Propostas protocoladas

Asfalto de vias laterais

Motivo: Em Linha Perau, as vias paralelas são de chão batido. Em dias de chuva, dificulta o acesso à rodovia.

Rótula em Linha Perau

Motivo: Localidade precisa se deslocar até o acesso principal para retornar.

Passarela em Picada Flor

Motivo: Rodovia divide moradias do salão social da comunidade e do campo de futebol.

Paradas de ônibus

Motivo: Uma sequência de abrigos foi retirada das imediações da rodovia. Pontos são usados por estudantes da rede municipal para embarque e desembarque do transporte escolar.

Trevo principal

Motivo: Acesso a área central não foi incluído no projeto original da duplicação.

Fotos e texto Giovane Weber/FW Comunicação