fbpx

Controladora de voo da tragédia da Chapecoense é presa pela Polícia Federal


Por Reportagem Publicado 24/09/2021

Polícia Federal prendeu no Mato Grosso do Sul a responsável pela aprovação do plano de voo da aeronave da Chapecoense, que caiu em 2016 na Colômbia, matando 71 pessoas.

Célia era foragida da Justiça da Bolívia e será extraditada para o país vizinho, por determinação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes. De acordo com a Polícia Federal, a boliviana foi a responsável pela análise e aprovação do plano de voo da aeronave.

Na ocasião do acidente, a controladora teria fraudado o plano de voo e deixado de observar os requisitos procedimentais mínimos para que ele fosse aprovado. Célia está presa em Corumbá, aguardando os trâmites legais para que seja entregue às autoridades bolivianas.

Tragédia – Naquele dia 28 de novembro, a poucos minutos da aterrissagem no aeroporto José Maria Córdova, em Medellin, o avião com a equipe técnica da Chapecoense se chocou com o monte conhecido como Cerro El Gordo, de 2.600 metros de altitude. Setenta e uma pessoas morreram na tragédia, sendo 19 jogadores da Chapecoente e 20 jornalistas.

Quer receber as principais notícias do Agora No Vale no seu WhatsApp?
Clique aqui e faça parte do nosso grupo!