Magazine Luiza, Amazon, DHL e FedEx manifestaram interesse na compra dos Correios, caso a empresa pública seja privatizada. A informação foi divulgada pelo Ministério das Comunicações.

Essas empresas vão disputar a posse de toda uma estrutura logística pronta, bastando adequar o sistema de entregas de acordo com as novas exigências do mercado. O governo afirma que esse processo está na “ordem do dia” e, e que ocorrerá na atual gestão de Jair Bolsonaro.

Quem vai estabelecer as diretrizes e parâmetros da privatização dos Correios é o Congresso Nacional, com base nos estudos de consultoria contratada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).

De acordo com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, cabe aos deputados a análise dos detalhes da venda, como controle acionário, e das obrigatoriedades que empresa compradora deverá garantir. “Em relação à universalidade das entregas, entregar no interior da Amazônia, Rio Grande do Sul, outros Estados […] O debate disso é no Congresso Nacional”, disse.

LEIA MAIS NO LINK

Acompanhe mais informações pelo site do Agora no Vale ou pelo Facebook e Instagram.