Família da vítima publicou homenagem

Um rapaz de 19 anos foi preso nesse domingo, suspeito de ter matado a namorada, Joana Fabris Deon, de 19 anos, no sábado, em Bento Gonçalves. O caso teve uma reviravolta graças ao pai do acusado, que entregou o filho.

No final da tarde de sábado (17), a Polícia Civil prendeu preventivamente o suspeito de feminicídio ocorrido na madrugada do mesmo dia. Conforme investigações, a vítima deu  entrada no Hospital Tachini ferida por disparo de arma de fogo.

Ela teria chegado ao hospital com vida, mas não resistiu e veio a óbito. Diante do fato, a Brigada Militar foi acionada e apurou que se tratava de uma jovem, com 19 anos de idade, a qual chegou ao hospital levada por um rapaz, também com 19 anos de idade, que se identificou como namorado dela. Ainda no hospital, esse rapaz alegou que estava em via pública com a namorada, quando foram assaltados e  a moça reagiu, sendo baleada.

O suposto namorado, conduzido pela Brigada Militar até a Delegacia de Pronto Atendimento reiterou a versão antes dada aos policiais militares e foi liberado. Desta maneira o fato foi inicialmente registrado como latrocínio.  No entanto, algumas horas depois, os rumos das investigações mudaram. “O pessoal começou a perguntar detalhes e ele se atrapalhou. E aí o pai dele voltou à delegacia e entregou. Foi ouvido novamente e foi feito a perícia no local onde essa moça foi morta, com luminol. Depois, então, se representou pela prisão preventiva dele — diz o delegado regional da Polícia Civil, Cleber dos Santos. O pai do rapaz compareceu no plantão policial e declarou que o filho havia matado a moça com uma arma de fogo.

A partir desta informação, diversas diligências foram realizadas pelas Seções de Investigação da 1ª Delegacia de Polícia de Bento Gonçalves e da DEAM de Bento Gonçalves, bem como pelo Serviço de Inteligência da Brigada Militar. Em uma das diligências foram localizados os pertences da vítima, tendo a confirmação de que a residência do rapaz era a cena do crime, a partir da realização de perícia no local com a aplicação da técnica do luminol. Também foram coletados depoimentos de testemunhas importantes para o esclarecimento do fato.

Ainda em sede de plantão, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva do indivíduo, que restou deferida pelo Poder Judiciário e devidamente cumprida por agentes da 1ª DP e da DEAM no final da tarde.

Homenagem da família

A família de Joana prestou homenagem a jovem na noite deste domingo (18). Ela acabou morrendo após ser baleada na madrugada de sábado (17), no bairro Ouro Verde, em Bento Gonçalves. O namorado foi preso e admitiu que o tiro ocorreu de forma acidental.

Na mensagem, a prima, Samara Fabris, lembra a forma intensa que Joana viveu e de como a vítima era segura nas suas posições. Segundo a homenagem, esse exemplo seguirá muito forte.

LEIA A MENSAGEM NA ÍNTEGRA

“Do primeiro ao último dia. Antes de chegar a gente já tava te esperando. Parece clichê, mas de todas as netas e neto do Belmiro, tu foi a mais esperada. A tua vida foi vivida num tempo diferente do nosso. Tu foi o acelerador, enquanto eu era o freio. A gente nunca entendeu direito as escolhas que tu tomava. Agora, tudo tá se encaixando. Tu viveu, porque tu entendia. Entendia que o tempo da gente aqui é curto e precisa ser vivido. Em 19 anos, tu viveu mais do que a gente com 25, 40, 79. Cada dia contigo foi um ensinamento. Tu tocou tanta gente em tão pouco tempo, que apenas uma pessoa com a tua luz, pode ser capaz de tanto. A tua empatia pelas pessoas vinha de dentro. A bondade com que tu tratou cada um, sem nenhuma distinção, mostra a grandeza do teu caráter. Eu sei que muita gente vai te julgar, perguntando o que você fazia naquele lugar, naquele horário e com aquelas pessoas. A resposta tava na pessoa que tu foi, aquela que não julga alguém pela classe social, pelo status ou por nada. Tu enxergava aquilo que a gente não conseguia ver. Que é o ser humano por trás do contexto. Desde de que tu nasceu, eu recebi a missão de cuidar de ti, mas eu não entendi nada. Quem cuidou de mim foi você. E agora, vai continuar cuidando desse lugar maravilhoso pra onde tu foi. A gente sempre pensou que tinha que te colocar em uma forma, te inserir em um caminho, escolher teus amigos, teus gostos e até tua faculdade. Essa forma não existe, a gente vem pra ser quem é, e tu, sem dúvida, foi. A tua luta pelas causas que tu acreditava. A tua garra em defender o teu ponto de vista. O teu amor e cuidado com as crianças, agora nos faz lembrar daquele evangelho: Portanto, devemos ser como criança, para que Cristo venha habitar em nós e tudo o que Ele exige é um coração puro, humilde, que confie no seu Pai. … Esta é uma das virtudes que mais agrada a Ele. Tu sempre foi minha criança, aquela que cresceu comigo e mais que isso, me ajudou a crescer. Deus te mandou pra gente, pra ensinar, ensinar a não julgar, ensinar a amar sem ver a quem, ensinar a ser quem a gente veio pra ser. Tu deixou um buraco enorme no nosso peito, esse buraco, nunca vai fechar. Vamos tentar preencher praticando o que tu nos ensinou. A gente ficou e vai viver, vai viver por ti e tu vai viver em nós. Tu vai viver em cada pessoa que tu ajudou, que tu tocou. E foi tanta gente, que agora tu é maior do que nunca e ainda vai ser. Tua missão aqui foi cumprida, nos mande forças e ilumine nossos caminhos pra que a gente consiga cumprir a nossa.”