Grupo de Trabalho que acompanha a concessão da CCR ViaSul teve acesso ao projeto inicial dos primeiros 20,3 quilômetros entre Marques de Souza e Lajeado

O primeiro trecho de duplicação da BR-386 entrará em obras a partir de fevereiro do ano que vem. O projeto foi apresentado pela CCR ViaSul, ao Grupo e Trabalho permanente, que acompanha a concessão da rodovia federal. A obra que tem data marcada desde a assinatura do contrato e deverá durar dois anos. Serão 12 quilômetros em Marques de Souza e 8,3 quilômetros na área do município de Lajeado. O encontro ocorreu na tarde desta quinta-feira, em Porto Alegre.

A presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquri (Codevat) Cíntia Agostini revela que o Grupo de Trabalho da BR-386 teve acesso a parte do projeto. “Infelizmente, nós ainda não temos acesso ao projeto, pois este não está com a assinatura da Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília”, comenta. No entanto, de acordo com a presidente, algumas questões já podem ser divulgadas à comunidade regional.

O projeto inicial de duplicação contempla a proposta construída durante a elaboração do edital de concessão, no processo iniciado em 2016. “Não há alterações significativas do que foi identificado no edital para a concessão. Esta fase da duplicação acontece a partir de fevereiro de 2021, e termina em 2 anos, em fevereiro de 2023, iniciada em Marques de Souza”, confirma Cíntia.

Ainda segundo o projeto, a duplicação ocorre a partir do quilômetro 325,5 até 345,8, localizado no trevo de acesso ao município de Marques de Souza, logo antes da ponte do Camping do Stackão, sentido Lajeado -Marques de Souza. “Ele vai se integrar À duplicação que existe hoje, no município de Lajeado”, complementa a presidente do Codevat.

Ao todo, serão 12 quilômetros na área territorial de Marques de Souza e 8,3 no perímetro de Lajeado. No trecho de Lajeado são 6,5 quilômetros de vias marginas à rodovia duplicada, do quilômetro 339,4 até 345,9, na altura da Rodovale até a interligação com a duplicação da BR-386, atual.

A presidente do Codevat destaque a CCR ViaSul começará agora a conversar com moradores e proprietários de áreas lindeiras ao perímetro de duplicação entre Marques de Souza e Lajeado. Este contato é fundamental para dar início às obras de duplicação do primeiro trecho da rodovia.

Obras e passarelas previstas

– No trevo de Marques de Souza (km 325,8);

– No trevo de acesso a Forquetinha ;

– Em frente à Brasdiesel (km 342,5);

– Em frente à Girazzi (km 344,3).

– Praticamente todos acessos serão mantidos, com retornos (Marques de Souza 3 retornos – 1 deles ficará para construção do próximo lote, que é acima da ponte após o trevo principal);

– Acessos vicinais serão mantidos;

– Pontes todas duplicadas;

– Em Lajeado haverá uma passagem superior da rodovia, no Bairro Olarias, a 600 metros nos quais a rodovia passará por cima e terá acesso pela cidade nas marginas, por baixo da rodovia;

– Ao lado do Country Club será construído um acesso para se fazer retorno. Essa obra não existe hoje e fará retorno por dentro do bairro;

– Em frente a empresa Purpper Imóveis teremos entradas para as vias marginais da BR 386, nesse trecho;

– Em Marques o trevo será adequado.

Confira lista de obras da duplicação