O Ministro da Economia Paulo Guedes confirmou a ampliação do pagamento do auxílio emergencial até o mês de setembro. A manutenção – por dois meses a mais – foi anunciada nesta terça-feira, 8. A prorrogação ocorrerá caso a vacinação contra a Covid-19 não avance de forma satisfatória.  

O governo federal irá abrir um crédito especial para a manutenção do pagamento. O valor máximo pago para cada família é de R$ 250,00 por mês.