Após sofrer uma parada cardíaca, morreu na noite desta quinta-feira, 3, em Passo Fundo, a tradicionalista gaúcha Berenice Azambuja. A artista lutava contra um câncer no pâncreas, também enfrentou a Covid-19, durante o último mês de abril.

Berenice estava internada no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, onde será sepultada na tarde desta sexta-feira. Nascida em Porto Alegre, a artista tinha 69 anos e colecionava títulos. Ela gravou 17 discos, entre eles, o maior sucesso de sua carreira, “É disso que o velho gosta”, gravada em 1980.

Relembre a música “É disso que o velho gosta”