Oito meses preso, sozinho em um apartamento e sem acesso à comida. Não fosse uma moradora do condomínio, o cão teria agonizado até morrer. Ele foi resgatado na tarde desta quinta-feira por uma equipe da Secretaria Extraordinária dos Direitos dos Animais e da Brigada Militar de Canoas.

O caso aconteceu no bairro Estância Velha. “Fomos chamados para averiguar uma suspeita de crime de maus tratos que já vinha acontecendo há oito meses. Recebemos o número do protocolo e as fotos enviadas por um vizinho, mostrando um cão trancado em um apartamento, sem comida, e nos deslocamos imediatamente”, conta o Diretor de Proteção Animal da SEDA, Thiago Lopes.

No local, uma moradora do condomínio informou que o animal vinha sendo alimentado por ela, por baixo da porta, desde junho do ano passado. Segundo outros moradores, o proprietário do apartamento visitou o imóvel pela última vez no Natal.

Após o resgate, a Brigada Militar e a SEDA encaminharam o cãozinho para atendimento veterinário, banho e tosa. Ele estará disponível para adoção somente depois de ser castrado. O antigo tutor será autuado de acordo com as leis de maus tratos e de crimes ambientais.