fbpx

Saiba qual a influência das fases da lua no plantio 


Por Redação Publicado 12/10/2021

Durante os ciclos que duram 29,5 dias, mudança traz benefícios e prejuízos no desenvolvimento das culturas

Cruzeiro do Sul – O calendário lunar tem por objetivo contribuir para a produção de alimentos mais saudáveis, com respeito aos ciclos naturais e cuidados com o solo e a vida presente nele.

Conforme o técnico em agropecuária Maurício Antoniolli, o período de um ciclo lunar é de 29,5 dias, isto é, o período compreendido entre uma lua cheia e a seguinte, passando pelas fases minguante, nova, crescente e cheia. Neste período a cada dia a lua está numa posição diferente no espaço celeste, influenciando a vida na terra, em especial nos vegetais.

“Para compreender e aproveitar ao máximo as informações contidas no calendário, a cada mês é preciso observar e acompanhar os quadros com os dias e horários indicados para folhas, raízes, flores e frutos; período de lua ascendente e descendente, época de transplante e orientações gerais.”

Abaixo e acima do solo

Segundo Antoniolli é comum o conhecimento de que entre a lua minguante e a nova deve ser plantado tudo o que dá “abaixo do solo” (raízes, tubérculos, rizomas e bulbos comestíveis) e, que entre a lua crescente e a cheia, deve-se plantar tudo o que dá “acima do solo” (folhas, flores e frutos comestíveis).

“Com a produção e consumo na época certa, a qualidade dos alimentos é muito maior. Alimentos produzidos fora do ciclo natural geralmente exigem a utilização de quantidades de fertilizantes de alta solubilidade e agrotóxicos químicos sintéticos.”

No calendário lunar agrícola constam orientações para semeadura e manejos das culturas agrícolas e informações importantes no cuidado com as abelhas, baseadas no movimento da Lua no espaço sideral.

Na atualidade, estamos pressionados por um ritmo cada vez mais frenético. A natureza, no entanto, mantém seu compasso com o tempo de semear, regar, cuidar e fazer as colheitas, finaliza.

Encomenda

O Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA) e o Sínodo Vale do Taquari, contando com apoio de várias organizações de agricultores ecologistas, organizam um novo calendário para o ano de 2022.

Os interessados podem fazer sua encomenda no Escritório Municipal da Emater, ou pelo telefone (51) 9.9729-3532 (WhatsApp) até o dia 28 de outubro, no valor de R$10.

PLANTE

Lua Nova

Plante alimentos de raiz, como beterraba, batata, cenoura e mandioca; porque as raízes (tubérculos e rizomas) estarão repletos de suas seivas germinativas e, com a vinda da lua crescente, esta tenderá a brotar, que é “sair para fora”. Colha grãos, como arroz, feijão, milho e lentilha; porque serão também menos suscetíveis de se estragarem, sofrerem ataques de fungos ou brocas, por estarem mais secos internamente.

Lua Crescente

Plante tomate, pimentão, quiabo, berinjela, feijão – vagem, pepino, abóbora, milho, arroz, feijão e outras, sejam frutíferas, legumes ou cereais. Bom para se fazer enxerto e preparar o solo com compostos e cobertura vegetal.

Lua Cheia

Plante culturas de raiz, incluindo beterrabas, cenouras, cebolas, batatas e amendoins. Também é bom para perenes, bienais, bulbos e transplantes por causa do crescimento da raiz ativa. Época boa para colher plantas medicinais e frutos  – estão mais suculentos devido a maior quantidade de seiva encontrada nos frutos.

Lua Minguante

Plante raízes como rabanetes, beterraba, cenoura, batata e outras. Isto porque a planta ao germinar, primeira força o enraizamento, demora mais a nascer, retarda um pouco o crescimento. Deve colher o milho, abóbora e outros para armazenamento, porque resiste mais ao ataque do caruncho. Boa época para podar.

Foto Giovane Weber/FW Comunicação

Quer receber as principais notícias do Agora No Vale no seu WhatsApp?
Clique aqui e faça parte do nosso grupo!