fbpx

Agricultora de Colinas dribla barreiras e faz sucesso empreendendo com geleias e compotas


Por Redação Publicado 13/10/2021

Lourdes Scharb é exemplo e inspiração para outras mulheres assumirem a gerência dos negócios no meio rural. Proprietária de uma agroindústria de geleias e compotas em Colinas enfrentou o preconceito e alcançou sucesso em um segmento dominado ainda por homens

As mulheres vêm quebrando paradigmas em todos os setores da sociedade – inclusive no historicamente masculino agronegócio. Derrubam preconceitos e conquistam posições de liderança em propriedades e entidades representativas. Segundo levantamento da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), as mulheres já estão na liderança de 31% das propriedades rurais brasileiras.

Deste percentual faz parte a agricultora Lourdes Scharb, de Linha Leopoldina, interior de Colinas. Ainda na adolescência desenvolveu a habilidade de administrar os negócios e hoje é dona de uma agroindústria que beneficia frutas e vegetais.

Em entrevista fala dos preconceitos enfrentados e como estes são superados no dia a dia e a importância de escolher um alimento limpo para ter uma vida saudável.

Entrevista

Portal Agora no Vale – Como iniciou sua trajetória na roça?

Lourdes – Sou natural de Sério. Junto dos meus quatro irmãos, desde pequena, com 7 anos, já trabalhava na lavoura. Na época eu ajudava na colheita de tabaco. Era permitido uma criança auxiliar e afirmo, desenvolvi mais o senso de responsabilidade e aprendi o valor de conquistar as coisas pelo próprio suor e esforço. Nunca mais saí da roça. É uma paixão que se renova diariamente com muita dedicação e amor na hora de cuidar da terra e tirar dela o nosso sustento e o alimento para muitas famílias na cidade.

Portal Agora no Vale – Por que você assumiu a gerência da propriedade?

Lourdes – Meu marido sempre foi mais para trabalhar. Com isso, desde que casei eu assumi a administração. Sempre estive à frente dos negócios. E você nem imagina o preconceito que enfrentei. Foi preciso habilidade, respeito, bons resultados e muita força de vontade para vencer a desconfiança num setor onde desde antigamente a mulher era apenas quem cuidava das crianças, da casa e da comida. Nunca deixei de fazer isso, mas mostrei que é possível fazer mais e bem feito, aliás, muito melhor que muitos homens.

Portal Agora no Vale – Construir uma agroindústria era um sonho?

Lourdes – Na verdade eu sempre gostei muito de cozinhar, trabalhar na horta, no pomar e fazer coisas diferentes. Quando foi implantado o Programa de Merenda Escolar, com auxílio da Emater, a nossa produção foi aumentada e o excedente vendido. Daí surgiu uma estufa de morangos, ampliamos o pomar e a área de hortaliças. Comecei a juntar dinheiro e desta economia construí a agroindústria, inaugurada em 2020. Era algo tão distante e impensável, que nem acreditei quando cortamos a fita. Foi um novo capítulo na minha vida.

Portal Agora no Vale – Seus produtos são orgânicos?

Lourdes – Sim, apenas na estufa de morangos usamos um adubo. Do restante, tudo é produzido de forma natural, sem agrotóxicos. E esse é o diferencial para conquistar os clientes: um alimento saudável e seguro. No início, quando participava da feira aqui na cidade vendia duas alfaces. Hoje nunca tenho o suficiente. Além de vender lá, os clientes já me procuram na propriedade. Eu sempre digo, escolha um alimento limpo para ter uma vida saudável.

Portal Agora no Vale – E quais os produtos oferecidos?

Lourdes – A gente faz geleias, compotas, conservas, suco de laranja natural, derivados de cana de açúcar, rapadura e aipim descascado congelado. A maior parte da matéria-prima é produzida na nossa propriedade. Eu gosto muito de inovar. Uma das novidades é a geleia de morango com pimenta preta, geleia de cebola com suco de limão e laranja com pimenta, cenoura e laranja com pimenta e o mais novo lançamento que é ameixa com coco. Eu experimentei e ficou uma delícia, espero que os clientes gostem.

Portal Agora no Vale – E o segredo para vencer na vida e no mundo dos negócios?

Lourdes – Não é fácil. Muitos homens não aceitam e nem entendem como uma mulher pode assumir a gestão. Mas eu encaro isso de forma natural. Meus resultados falam por mim e abrem espaço. Nunca tive medo. Sou uma guerreira e o segredo para vencer na vida e nos negócios é colocar amor em tudo que a gente faz. Minha jornada é árdua, pois além de toda a função na casa, como esposa e mãe, ajudar o marido na lavoura, na produção leiteira, ainda tenho que cuidar da produção, beneficiamento e vendas. A minha maior realização é o sorriso no rosto dos clientes, a sua saúde. Por isso, meus produtos são naturais, saudáveis e levam mais qualidade de vida a quem os consome. Eu amo produzir alimentos.

Por Redação

Quer receber as principais notícias do Agora No Vale no seu WhatsApp?
Clique aqui e faça parte do nosso grupo!