Os impactos causados pela pandemia estão por toda parte, dor, desordem angustia e recomeços forçados também estão sendo gerados. Todos os âmbitos de nossa vida sofreram alterações drásticas que não estávamos preparados para viver, até mesmo os sonhos tornaram-se um pesadelo.

O casamento, a vida a dois, talvez um dos momentos mais esperado e planejado na vida de muitos, passou a ser motivo de tristeza e dor, levando a dados um tanto quanto devastadores. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) relatou um crescimentos de 75% do número de divórcio nos últimos cinco anos e, na metade do ano de 2019, o total de divórcios superou a marca de 7,4mil apenas em julho, um aumento de 260% em cima da média dos meses anteriores.

É chocante não acha? Mas queria hoje te mostrar um caminho que pode ser percorrido por casais, para que juntos consigam permanecer no amor dentro de todas as mudanças e barreiras impostas pela pandemia, à terapia de casal. A terapia visa identificar, acolher, intervir e repensar estratégias para situações de sofrimento do casal. Ajudará o casal a identificar o que aflige cada indivíduo, como esse problema se inicia e qual o melhor caminho para resolução. Engana-se quem pensa que a terapia deve ser a última cartada, o ideal é buscá-la de forma preventiva. Se durante o processo terapêutico, for compreendida pelo casal que a ruptura é a melhor alternativa, a terapia irá auxiliar para que isso ocorra da forma mais leve possível para ambos.

Como identificar os sinais de que precisamos buscar a terapia também são de extrema importância, para te auxiliar citarei alguns aqui: brigas em excesso, falhas de comunicação ou até mesmo a falta dela, projetos de vida dessemelhantes, adoecimentos, perdas na família, abortos, questões sexuais, dificuldades financeiras, traição, agressões físicas, emocionais e psicológicas, transições durante a vida do casal como, chegada de filhos, adolescência e saída dos mesmos da casa dos pais, entre outros pontos.

O importante é permanecermos atentos à vida em comum, praticar a empatia e não se envergonhar de buscar ajuda, visando o bem estar do casal, a cumplicidade, a felicidade e o AMOR que os uniu.

Busque ajuda, faça terapia!

por Paloma Mattes
Idealizadora da Plenas e massoterapeuta OCIP 89.269
(51) 997780149 (clique aqui) DUVIDAS E AGENDAMENTOS
Instagram: @plenasterapiasintegrativas
Facebook: www.facebook.com/plenasterapiasintegrativas/