Para falar um pouquinho desse assunto convidamos nossa parceira farmacéutica Veridiana Santos (CRF/RS 18276)

Os medicamentos foram desenvolvidos para prevenir, diagnosticar, controlar e curar doenças, porém quando utilizados de forma inapropriada podem acarretar graves consequências à saúde. A prática da automedicação ocorre a partir do uso de medicamentos por conta própria sem a orientação e acompanhamento de um profissional de saúde habilitado. De acordo com os dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), 29% dos óbitos ocorridos no Brasil, ocorrem em razão de intoxicação medicamentosa.

É comum a orientação de um profissional ser substituída pelo aconselhamento de um amigo ou familiar, porém os indivíduos diferem-se entre si e o medicamento que trouxe benefícios a um pode não trazer o mesmo para o outro. A automedicação pode mascarar os sintomas do problema de saúde em andamento; possibilitar a interação entre os medicamentos; oferecer maiores riscos quanto a reações adversas e contraindicações; induzir a utilização de dose e posologia inadequadas; resistência e intoxicação medicamentosa.

Atualmente a procura por substâncias com finalidade estética tem aumentado significativamente. Contudo o uso indiscriminado das mesmas pode acarretar em alterações de diversas funções fisiológicas, trazendo respostas a curto ou em longo prazo. As formulações cosméticas nas formas de géis, loções, pomadas e cremes, necessitam de orientação e supervisão, pois podem ocasionar sensibilidades ou mesmo intoxicações devido aos seus agentes químicos, bem como medicamentos que auxiliam na perda e manutenção do peso. Alguns desses são comercializados sem necessidade de retenção de receita, mas não significa que sejam seguros e eficazes.

Pessoas que possuem comorbidades como, hipertensão, diabetes, hepatite, alergias ou outros problemas de saúde podem ter efeitos importantes ou irreversíveis, mesmo com a utilização de “produtos naturais”. O processo de emagrecimento e melhora da aparência em geral, precisa de orientação profissional, pois o menor esforço ou com maior rapidez, não é compensado devido aos riscos.

Dessa forma, concluímos que o acompanhamento de um profissional habilitado é extremamente essencial na avaliação do paciente, assim conhecemos suas reais necessidades para posteriormente realizar um protocolo de tratamento adequado e individualizado.
 
por Veridiana Santos
Farmacêutica
CRF/RS 18276

Idealle Dermoestética
51 99765-4646 ( clique aqui)
Insta @idealledermoestetica
Face: Idealle Dermoestética